#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » » » » » » A lista de Dunga e a falta de bons atacantes

Robinho foi a maior surpresa da convocação 


O técnico Dunga anunciou nesta quinta-feira a lista de convocados para os amistosos contra a França, dia 26 de março, no Stade de France, em Saint-Denis, e o Chile, no dia 29 de março, no Emirates Stadium, em Londres. 

No geral, eu gostei. Não vejo melhores alternativas. Só fiquei surpreso com a convocação de Robinho. O santista já teve uma passagem marcante na Seleção, inclusive, com o próprio Dunga, mas não há o menor sentido nessa convocação. Veterano, Robinho está em uma fase decrescente da carreira e o bom futebol jogado no Campeonato Paulista se deve mais pela fragilidade dos adversários.

Dunga deverá manter o esquema 4-2-3-1, sendo que Neymar, o único craque do time, será a referência e Robinho, o seu reserva. Diego Tardelli e Roberto Firmino serão as opções para a linha de três do meio-de-campo. 

Sem outros atacantes de ponta, o melhor é insistir em Neymar como falso 9. É a melhor opção. Aliás, a única opção. Uma pena que o ex-técnico da Seleção, Luís Felipe Scolari não tenha lutado por Diego Costa. Faltou tato para entender o cenário apocalíptico dos próximos anos. Sem concorrentes, o “espanhol” cairia como uma luva na Seleção. 

O Brasil vive a pior safra de atacantes da história e não vejo luz no fim do túnel. Não dá para confiar em Luiz Adriano, Jô, Fred, Pato, Kardec ou Luís Fabiano. Muito menos na molecada que está surgindo. Vide o último Sul-americano Sub-20. 

Eu, também, esperava a convocação de Lucas Silva, do Real Madrid. Jovem e talentoso, o volante poderia ganhar espaço desde já. O são-paulino Souza é muito bom jogador, mas não tem o mesmo potencial. As ausências de Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart eram esperadas. Dificilmente voltarão. 

Elias, convocação justa e merecida. Nesse início de temporada, ninguém, dentro do país, vem jogando melhor do que o corintiano.

Jéfferson; Danilo, Thiago Silva (Miranda), David Luiz e Filipe Luís (Marcelo); Luiz Gustavo e Fernandinho; Oscar, Diego Tardelli e Willian; Neymar. Eis a base de Dunga. Não deixa de ser um bom time. Talvez haja espaço para o Phillippe Coutinho. Vem jogando muito no Liverpool. 

Até o momento, Dunga faz um bom trabalho e terá dois fortes adversários para testar a equipe. Serão os dois últimos amistosos da Seleção antes da convocação para a Copa América. Nessa segunda passagem, o treinador comandou o Brasil em seis jogos e venceu todos. O zagueiro Miranda, o lateral-esquerdo Filipe Luis, o volante Luiz Gustavo, os meias Oscar e Willian, e o atacante Neymar participaram de todas as partidas.

A campanha de Dunga (2ª passagem): 

Brasil 1 x 0 Equador (Willian)
Brasil 1 x 0 Colômbia (Neymar)
Brasil 2 x 0 Argentina (Diego Tardelli-2)
Brasil 4 x 0 Japão (Neymar-4)
Turquia 0 x 4 Brasil (Neymar-2, Willian e Kaya-contra)
Áustria 1 x 2 Brasil (David Luiz e Roberto Firmino)

Os convocados: 

Goleiros:    

Jéfferson (Botafogo-RJ)
Diego Alves (Valência-ESP)
Marcelo Grohe (Grêmio-RS)

Laterais:    

Danilo (Porto-POR)
Fabinho (Mônaco-FRA)
Filipe Luís (Chelsea-ING)
Marcelo (Real Madrid-ESP)

Zagueiros: 

Thiago Silva (Paris Saint-Germain-FRA)            
David Luiz (Paris Saint-Germain-FRA)
Marquinhos (Paris Saint-Germain-FRA)
Miranda (Atlético de Madrid-ESP)

Volantes:   

Luiz Gustavo (Wolfsburg-ALE)
Fernandinho (Manchester City-ING)
Souza (São Paulo-SP)
Elias (Corinthians-SP)

Meias:       

Oscar (Chelsea-ING)            
Willian (Chelsea-ING)
Philippe Coutinho (Liverpool-ING)
Douglas Costa (Shakhtar Donetsk-UCR)
Roberto Firmino (Hoffenheim-ALE)

Atacantes: 

Neymar (Barcelona-ESP)
Diego Tardelli (Shandong Luneng-CHI)
Robinho (Santos-SP)



Duca Reis é analista de futebol e escreve todas as segundas e quintas para o portal da Rede Contínua.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply