#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » » » » » » » Oito vitórias em oito jogos. O que esperar do Brasil para a Copa América?

Brasil vence Chile, mas não convence


Dunga começou um novo trabalho após a vexatória Copa do Mundo e os resultados são expressivos: oito vitórias em oito jogos. Nada mau para uma Seleção dada como acabada.

No entanto, é preciso ter calma. Embora tenha enfrentado seis adversários que estiveram na última Copa, entre os quais, Argentina, Colômbia, França e Chile, eu ainda não estou convencido do grau de competitividade do time de Dunga. A Copa América do Chile mostrará a real situação da Seleção Brasileira.

Na primeira passagem de Dunga, o Brasil era bastante competitivo. Venceu a Copa América de 2007 e a Copa das Confederações de 2009, além de terminar em primeiro lugar nas Eliminatórias para a Copa do Mundo da África do Sul. Porém, fracassou no Mundial.

O Brasil não tem mais uma legião de craques como tinha em outros anos. Mas a leva de jogadores está longe de ser ruim. Dá para montar uma boa Seleção para a Copa América. 

Como Dunga descartou convocar jogadores que ainda não foram convocados podemos especular a possível lista para o torneio continental:

Goleiros: 

Jéfferson (Botafogo) 
Diego Alves (Valência)
Marcelo Grohe (Grêmio) ou Neto (Fiorentina)

Laterais:

Danilo (Porto)
Fabinho (Mônaco) ou Mário Fernandes (CSKA Moscou)
Filipe Luís (Chelsea)
Marcelo (Real Madrid) ou Alex Sandro (Porto)

Zagueiros:

Thiago Silva (Paris Saint Germain)
David Luiz (Paris Saint Germain)
Marquinhos (Paris Saint Germain)
Miranda (Atlético de Madrid)

Volantes:

Fernandinho (Manchester City)
Elias (Corinthians)
Luiz Gustavo (Wolfsburg)
Souza (São Paulo), Rômulo (Spartak Moscou), Ramires (Chelsea) ou Casemiro (Porto)

Meias:

Willian (Chelsea)
Oscar (Chelsea)
Douglas Costa (Shakhtar Donetsk)
Philippe Coutinho (Liverpool), Éverton Ribeiro (Al-Ahli) ou Ricardo Goulart (Guangzhou Evergrande)

Atacantes:

Neymar (Barcelona)
Roberto Firmino (Hoffenheim)
Diego Tardelli (Shandong Luneng)
Robinho (Santos) ou Luiz Adriano (Shakhtar Donetsk)

A próxima Copa América promete ser a mais difícil dos últimos anos. A sempre favorita Argentina, de Lionel Messi, estará reforçada do excelente Carlitos Tevez. O anfitrião Chile possui a mais talentosa geração de sua história, assim como a Colômbia. E não podemos menosprezar os sempre perigosos Uruguai e México.

Acredito que Dunga conseguirá montar um time forte. A bola parada e os rápidos contra-ataques puxados por Neymar serão as armas dessa Seleção. Certamente veremos um time competitivo, mas sem a fantasia de outrora. Os tempos mágicos ficaram no passado. O futebol arte morreu e futebol de resultados é o que importa nos tempos atuais. E daqui pra frente será assim. É melhor se acostumar. Infelizmente.


Duca Reis é jornalista e radialista e escreve todas às segundas e quintas para o Portal da Rede Contínua



«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply