#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Você entendeu? Eu não

Essa semana resolvi pesquisar o regulamento do Campeonato Paulista. E para a minha surpresa, fiquei mais confuso ao ler as regras que determinam o Estadual desse ano. Está certo que o lema da cartolagem brasileira é: " para que simplificar, se sempre podemos complicar". Mas desta vez, a cartolagem se superou.


Por uma questão de calendário, devido ao curto espaço de tempo para disputa do Paulistão, os 20 times foram divididos em quatro grupos de cinco times cada um.  O estranho é que eles não se enfrentam dentro do grupo (como normalmente aconteceria em qualquer torneio), e os times só enfrentam as equipes dos demais grupos. Totalizando 15 datas para a fase de classificação.

Os dois primeiros de cada grupo, classificam-se para as quartas de final, e para minha surpresa, enfrentam o segundo colocado da mesma chave! Complicou? Pois é, eu nunca vi uma coisa tão esdrúxula quanto esse regulamento. O natural seria que houvesse cruzamento entre as equipes das quatro chaves. Mas no Paulistão, isso não acontecerá.


O regulamento diz que nas quartas de final, os melhores colocados de cada grupo enfrentam em casa o segundo da mesma chave em jogo único. As semifinais também terão jogo único, onde o time de melhor campanha enfrenta em casa o quarto índice técnico (e, por consequência, o segundo recebe o terceiro). A final será disputada em jogos de ida e volta. O time de melhor campanha joga a segunda partida em casa.


Até aí, tudo bem mas um exercício de futurologia me permite constatar a confusão que poderá acontecer por exemplo e nesta ordem - Santos, São Paulo, Corinthians e Palmeiras (se a fase de classificação terminasse hoje, essa seria a ordem), Corinthians e Palmeiras teriam de jogar fora de casa) E nem adianta chorar, pois esse regulamento foi assinado pelos representantes dos clubes.

Já pensaram, as duas mais modernas arenas da cidade, Arena Corinthians e Allianz Parque, fora da semifinal do Paulistão? Afinal, Corinthians e Palmeiras têm hoje o 3º e 4º lugar na classificação geral. Seus respectivos estádios, modernos e de milhões de reais, fora das semifinais do Estadual.  

Essa história de jogo único na semifinal é muito inteligente, não acham? Só que não!
Ivan Marconato é repórter e escreve todas às quartas-feiras para o portal da Rede Contínua

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply