#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » » Dane-se o Pedro!

Neymar está insatisfeito com o técnico Luís Enrique

Já virou rotina nos jogos do Barcelona. Neymar é substituído no segundo tempo e sai bastante irritado com o técnico Luís Enrique. O brasileiro esperneia e gesticula contra o treinador. 

Depois dos jogos, Luís Enrique bota panos quentes. Mas Neymar continua sendo substituído, independentemente se está jogando bem ou mal. De vez em quando, o uruguaio Luís Suárez é substituído. E assim como Neymar, o “vampiro” deixa o campo bastante contrariado. Até Lionel Messi já foi substituído em uma partida do primeiro turno do campeonato espanhol, e, é claro, também não reagiu bem.

Em geral, os jogadores devem respeitar o treinador e acatar as decisões. Em qualquer equipe, se hierarquia não for respeitada, vira bagunça. Entretanto, toda regra tem exceção. Neymar e seus companheiros estão certíssimos.

Normalmente, muitas estrelas em um mesmo time não dão certo. Às vezes o estilo de jogo de um não se encaixa com o do outro, mas na maioria das vezes o ego fala mais alto. Lembre-se do ataque dos sonhos do Flamengo? Raramente dá certo.

Não é o caso do Barcelona. O estilo de jogo dos três espetaculares atacantes se encaixa perfeitamente. Um completa o outro, e melhor, os três se dão muito bem fora de campo. Só não estão mais entrosados, porque Luís Enrique insiste em separá-los no início da segunda etapa. Tudo para colocar o Pedro.

Pedro é um bom jogador, campeão de tudo pelo Barça, e campeão da Copa do Mundo pelo selecionado espanhol em 2010. Jogador de respeito, mas sem comparação com o trio sul-americano.  

No jogo de ida pelas quartas-de-finais da Champions League, Suárez com duas “canetas” acabou com David Luiz e praticamente eliminou o Paris Saint-Germain. Por pouco, Luís Enrique não sacou o uruguaio, que até então estava apagado, para colocar o Pedro. 

Luís Enrique precisa entender que craque é assim, pode não estar bem, mas no momento de decisão, é ele que decide. 

Poucos treinadores na história do futebol tiveram o privilégio de ter três gênios no mesmo time. Não desperdice a chance, Luís Enrique!

O mundo quer ver espetáculo! O mundo quer ver show! O mundo quer ver Messi, Suárez e Neymar juntos! E por noventa minutos! Dane-se o Pedro!


Duca Reis é jornalista e radialista e escreve todas as segundas e quintas para o Portal da Rede Contínua



«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply