#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » O fim de um gigante do norte

No norte do país, o Clube do Remo, que fez frente no futebol brasileiro nas décadas de 70,80 e 90, e que é muito conhecido pelo enorme publico nos seus jogos, devido a sua torcida apaixonada. Desde 2007 desistiu do profissionalismo e abraçou o amadorismo. Por quê? 

É muito difícil entender as causas que levaram 90% dos dirigentes remistas a não quererem mais ver o clube disputando a série B na luta pela série A do brasileirão. O ultimo ano profissional do time paraense foi em 2006, quando conseguiu uma recuperação impressionante na série B, tendo a melhor campanha do segundo turno. O ano virou e praticamente o time seria o mesmo, com isso o clube já era cotado como o favorito para uma vaga ao acesso para a série A. Só que a nova gestão não compreendeu que lutar por uma vaga na série A do brasileirão, seria interessante para o clube e em dois anos colocou o time sem divisão alguma.

A partir da gestão 2007-2008 que tirou o Remo da série B e o deixou sem divisão, todas as outras gestões vieram para assegurar que o clube só poderia jogar a quarta divisão do brasileiro e também com um interesse gigante em vender ou destruir o seu estádio, Antonio Baena (Baenão), confiando num lucro maior com os jogos ocorrendo apenas no Mangueirão (Estádio Estadual), pois essa queda não fez diminuir os números de torcedores no estádio, mesmo só disputando o campeonato estadual, o publico nos jogos do Remo eram grandes. 

Chegamos em 2015, uma nova gestão assume e o caminho parece ser o mesmo: As temporadas 2015-2016 sem divisão no nacional. O engraçado é que o torcedor do Clube do Remo se mostra insatisfeito e já começa a não frequentar os estádios como frequentava nessa mesma situação à dois anos atrás, contudo os dirigentes não conseguem enxergar a tristeza e revolta do seu torcedor, e bastante seguros me parecem estarem dando um grande passo para o fim do clube. A cada ano que passa, eles dão mais um passo sem volta para o fim. 

Hoje o Remo não tem mais estádio, não tem mais divisão, desapareceu do ranking da CBF, é um clube sem credibilidade para receber bons jogadores, talvez por ser amador e sua apaixonada torcida perdeu as forças para apoia-lo como no passado. Quem viu, viu! Quem não viu, perdeu a história linda de um clube fantástico do norte do país.

A minha unica questão é: Por que? Até agora não entendo o por que da decisão dos dirigentes paraenses pelo fim do clube, sendo que o mesmo tem tudo que um grande clube precisa para se manter lá em cima.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply