#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Panorama Carioca: Fla precisa mostrar mais em jogos decisivos


O Flamengo é o melhor time do campeonato carioca. Os números e as condições de jogo do elenco de Vanderlei Luxemburgo credenciam o rubro-negro como favorito antes mesmo do início da competição. A estrutura de jogo é clara: Paulo Victor em excelente fase no gol, Pará é um bom lateral visto o que mercado apresenta; uma defesa razoável: Wallace está bem à frente de Bressan; Anderson Pico serve no Carioca, mas não parece ter gás para um Brasileiro inteiro; Jonas é um jogador com talento e Márcio Araújo é uma forte opção pela direita; Everton é fundamental na proposta de jogo do Fla: velocidade pelo lado esquerdo do campo; Alecssandro e Marcelo Cirino possuem faro de gol, o segundo sempre com disposição na correria.

A base deste time vem desde o início do ano passado, quando o técnico Jayme de Almeida iniciou os trabalhos e pagou a conta pela falta de eficiência da diretoria em repor o elenco. Vanderlei Luxemburgo chegou e junto com ele alguns reforços, caso dos meias Canteros e Eduardo da Silva. A mudança surtiu efeito em campo, mas a base-2014/15 mostra desde o ano passado a dificuldade de vencer jogos decisivos. Foi assim no empate contra o Vasco no segundo jogo da final do Carioca-2014; na histórica derrota para o Atlético-MG na Copa do Brasil quando o Fla vencia por 3 a 0 na soma dos confrontos; e por último mais recentemente no empate de 0 a 0 contra o Nova Iguaçu que lhe custou o bicampeonato da Taça GB. Sem contar que este mesmo campeonato foi perdido num confronto direto contra o Botafogo, onde o rubro-negro foi superior no duelo sem traduzir sua força em gols.

Assim sendo, esta base do Fla não transforma seu favoritismo em volume de jogo nas decisões até aqui disputadas. O auxiliar Deivid ressaltou a falta de encarar o duelo como decisivo na última quarta-feira, no empate contra o Nova Iguaçu (0 a 0).  Diante destes argumentos, as finais do campeonato estão em aberto. Os adversários e a rivalidade carioca agradecem.


Fluminense x Botafogo

Fluminense e Botafogo abrem as semifinais, hoje, 18h30 no Maracanã. O Botafogo, campeão da Taça Guanabara na quarta-feira, joga por dois empates para chegar à decisão. René Simões terá a volta de jogadores importantes, dentre eles, o volante Marcello Mattos, que garante equilíbrio e é visto como referência para atual elenco. O treinador do Fluminense, Ricardo Drubsky, ciente da dificuldade encarada na primeira fase adota o discurso da virada. No turno, 3 a 1 para o tricolor, quando Cristóvão ainda é o treinador. Clássico não há favorito, mas é inegável dizer que o momento do time de General Severiano é melhor. A disposição alvinegra é esteticamente mais bonita de se ver do que até aqui o confuso futebol tricolor.


A Taça e o Craque

Não será hoje contra o Flu que o Botafogo receberá o caneco oficial da Taça GB. O oitavo na história. A Federação decidiu entregar o título na próxima quarta-feira (15), às 19h30, no estádio Nilton Santos onde o time enfrenta o Botafogo-PB pelo confronto de volta da Copa do Brasil. Promessa de bom público.


Foto:  Estadão

Mas, nem tudo é festa. O goleiro Jefferson está fora do Campeonato Carioca. Ele sofreu uma grave contusão no joelho direito e foi operado ontem. Amanhã inicia a fisioterapia. Apesar da contusão, ele está garantido na seleção que vai disputar a Copa América em Junho no Chile.


Vasco, o azarão?!

Os palpiteiros de plantão apostam que o Vasco é a quarta força do campeonato carioca. O futebol do time entrou em queda nos jogos finais, quando não chegou 100% matematicamente classificado na última rodada da Taça GB. O atacante Gilberto destoa do atual momento: 7 gols em 6 jogos disputados no Carioca. A defesa é o ponto forte do time. Apesar do sonoro cochilo diante do Friburguense, a avaliação deve ser feita no campeonato como um todo. O meio-campo ainda preocupa. Rotatividade de jogadores: seja pela técnica, seja pela indisciplina. Se Bernardo e cia entenderem que o momento é o chave do torneio, podem sim, dar a volta por cima. Bem difícil, mas longe de ser impossível.


PERGUNTA A CONFERIR

Fred quer que a imprensa ajude a apurar os problemas do Campeonato Carioca. Que tal fazer acusações mais diretas, contundentes e cabais para ajudar nossos colegas?!


Eduardo Moura é jornalista e escreve todos os sábados para a Rede Contínua. E-mails para coluna: edubmoura01@gmail.com

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply