#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » A América mais difícil da história

O pontapé inicial já foi dado. Começou o campeonato de seleções mais simpático do mundo. A Copa América o Chile tem tudo para ser a mais difícil e, consequentemente, a mais valorizada da história. Tudo porque passamos por um momento do futebol sul-americano de nivelamento de seleções. Quem diria que um dia não seria fácil bater a Venezuela?!

É claro que não são os venezuelanos que darão o maior trabalho no torneio, mas já não são mais tão fáceis de  vencer, assim como Equador também não é mais os três pontos garantidos. Isso também mostra o quanto evoluiu o futebol neste continente. Mas deixando de lado Venezuela, Bolívia, Equador, México, Jamaica e Peru, vamos falar dos outros times. Esses sim devem dar um show de grandes jogos nesta Copa.

A maioria (ou todas?!) das Copas América sempre teve o Brasil como franco favorito. Porém, a queda de qualidade dos jogadores brasileiros em relação às outras gerações – e isso é um papo legal para uma próxima oportunidade –, fez com que os brasileiros dessem o braço a torcer e admitir que a Argentina é a principal favorita. Os Hermanos vêm com um ótimo time, recheado de jogadores que brilharam na temporada europeia, que foi capaz de fazer final da Copa do Mundo dentro do Brasil e, por pouco, não levou sobre a Alemanha (sim, aquela!).

Enxergo o Brasil um patamar abaixo dos argentinos e, logo em seguida, temos Colômbia, Uruguai e Chile, com o Paraguai correndo por fora, pois não tem apresentado times de destaques nas últimas duas décadas. Uma gama bem maior de “favoritos a atrapalhar” do que em outrora. Para se entender isso, basta fazer uma projeção. Qualquer uma das seleções citadas que levar o caneco em 2015 não poderá ser considerada zebra por ninguém.

Em nível regular, esses times vão proporcionar à torcida chilena e a quem acompanha pela telinha jogos que prometem ser incríveis. E a seleção vencedora terá de suar bem mais do que possivelmente já fez em outro momento. A chapa vai esquentar para o lado de todo mundo. Na chave brasileira devem passar a Colômbia e o próprio Brasil. A partir daí nós veremos quem tem mais garrafas vazias pra vender. E deve ser a Argentina!


Sérgio Botarelli é narrador e escreve para o portal da REDE CONTÍNUA.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

1 comentários:

  1. Muito bom o texto. Mas ainda acho que o Brasil não está acima da Colombia ou Chile, acredito que estejam no mesmo andar (logo abaixo dos Hermanitos). Realmente será a Copa América mais valorizada, a mais difícil. Espero, e muito, que o Brasil jogue melhor do que tem jogado os últimos jogos, caso contrário será bem sonolento assistir. VAI BRASIL!

    ResponderExcluir