#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Michel Bastos deverá buscar a justiça por atrasos de salários




O São Paulo vive um momento muito difícil. Em campo vem de uma goleada no clássico contra o Palmeiras, no último domingo, 4 a 0, no Allianz Parque e, fora dele, a crise financeira do clube é gigante.

A notícia de que a venda de Rodrigo Caio ao Valencia não se concretizou caiu no elenco do São Paulo e virou um drama, pois era com esse dinheiro que a diretoria havia prometido pagar os quase quatro meses em atrasos de direitos de imagens de boa parte dos atletas.

Michel Bastos foi o primeiro que publicamente se mostrou bastante irritado com a falta dos pagamentos e chegou até a ironizar com a frase dizendo que no passado falavam que no São Paulo se pagava em dia, sem atrasos. E é ele mesmo, Michel, que pode ser o pivô para que outros jogadores procurem a justiça cobrando salários e desligamento com a instituição.

Além do mais, Bastos se sentiu traído por Carlos Miguel Aidar que sabia das dificuldades e colocou quase todo o salário do jogador nos direitos de imagem (fora da carteira), que no próximo dia 10/07 completará quatro meses sem pagamento. Ou seja, Aidar fez premeditado caso houvesse uma situação dessa. Não queria perder o atleta. O que deixou Michel irritado com o presidente.

A operação da diretoria são-paulina, desesperada, foi conversar com os empresários de Rodrigo Caio para que o zagueiro fosse vendido ao Atlético de Madrid, também da Espanha, o mais rápido possível. O detalhe é que, o valor será muito inferior ao que o Valencia pagaria (R$ 44 milhões).

A situação está incontrolável e o elenco com prazo para se “explodir” contra a direção. Para quem pensou que domingo tinha sido um caos, os próximos dias serão piores...


OBS: Direitos de imagens nada mais é que uma forma de pagamento usada para recolher menos impostos trabalhistas, em um acordo assinado entre duas empresas: o clube e uma que representa o atleta. Em certos casos, jogadores e clubes economizam 15% em tributos. Ou seja, é salário também.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply