#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Ceará anuncia mudança no comando técnico em busca de dias melhores


Campanha regular no campeonato cearense 2015 jogando a maioria dos jogos com time misto, focado na Copa do Nordeste. Vice-campeão estadual e vencedor do Nordestão com campanha irrefutável. Planejamento perfeito para o primeiro semestre do ano e promessa de ser candidato ao acesso à elite do futebol nacional. Este era o Ceará até a primeira rodada da série B do brasileirão. Hoje, na décima rodada do campeonato, pratica um futebol de descenso no segundo escalão brasileiro e deixa a torcida com expressão de dúvida, vendo o time na vice-lanterna.

Acreditar o Ceará como sério candidato a figurar na primeira divisão em 2016 não era exagero, afinal eliminou no torneio regional Vitória e o Bahia, que faz boa campanha na B. Porém, o Vozão foi o time a ser observado no primeiro semestre e isso faz com que uma equipe qualificada sofra danos graves: a perda de jogadores. Numa só tacada, o técnico Silas perdeu Samuel Xavier, Magno Alves, William, Marcos Aurélio e, recentemente, Marinho. Ainda estão contundidos Tiago Cametá e Assisinho. O último operou o joelho e não joga mais este ano. Muita gente nova chegou, como Baraka, Vinicius, Ricardo Conceição e Siloé, mas nenhum deles se firmou. Ricardinho e Uilian Correa, destaques do Vovô no Nordestão, caíram de produção vertiginosamente.

A partir daí o time se perdeu, com um futebol sem criação e poder de finalização e o técnico Silas não acertou o posicionamento da equipe com todas as mudanças. Caiu. A derrota para o Oeste, que também briga na parte de baixo da tabela, veio como um balde de água fria para o torcedor do alvinegro, que viu diante de seus olhos um Ceará sem brio e cabisbaixo diante de um time fraco, que não deve lutar por mais do que uma permanência na série B. Silas entregou o boné e o Ceará acertou nesta quarta-feira a contratação de Geninho.

Pode não ser um gênio – com o perdão do trocadilho –, mas é um treinador experiente, que já teve passagens por grandes clubes do Brasil. No Atlético Paranaense foi campeão brasileiro em 2001, no Corinthians campeão estadual em 2003. Teve passagens por Goiás, Atlético Mineiro, Botafogo, Vasco da Gama e Emirados Árabes. No primeiro semestre deste ano, Geninho foi treinador do Avaí, onde fez modesta campanha no estadual e foi demitido. Junto com o treinador, o presidente Evandro Leitão anunciou também a contratação do atacante Rafael Costa, que fez parte da campanha do acesso do Avaí em 2009 e do Figueirense em 2013, teve passagens por times de menor expressão pelo Brasil, Coréia do Sul, Ponte Preta e este ano estava atuando pelo Joinville.

Na mesma entrevista que anunciou as novidades, Leitão deixou claro também que para a próxima partida, na terça-feira diante do Botafogo, os ingressos terão preços de R$10 a entrada inteira, para encher o Castelão e iniciar a redenção. A situação é complicada: em 10 jogos foram 7 derrotas, 2 empates e apenas 1 vitória. Soma míseros 5 pontos em 30 disputados e amarga a vice-lanterna. Posição esta que pode perder dependendo do resultado do último colocado Mogi Mirim que ainda joga na rodada. O jogo diante do Fogão em casa é o ideal para, mais do que os 3 pontos, retomar a confiança e a moral de um time cabisbaixo que sofre com o psicológico de uma equipe derrotada.

O apoio da gigante torcida do Vozão é imprescindível para a retomada das vitórias e o apoio a diretoria para que isso aconteça é, no mínimo, obrigação. O Ceará, em toda sua centenária história, já passou maus bocados e situações embaraçosas como a de então. Se livrou de rebaixamentos evidentes e buscou acessos inacreditáveis. Mais uma vez a apaixonada torcida do alvinegro de porangabuçu terá de levar o time no colo e tenho certeza de que isso não será problema. Que dentro de campo os jogadores entendam o peso da camisa do Ceará para sua nação e partam para dias melhores, aqueles que os próprios já experimentaram no começo do ano. Daqui de São Paulo eu sempre estarei na torcida. Força, Vovô!

Sérgio Botarelli é narrador e escreve para o Portal da Rede Contínua

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply