#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » As ondas do rádio estiveram presentes nos Jogos Olímpicos

A partir de hoje e em todas as terças teremos este espaço para falarmos das notícias do Rádio Esportivo, com a coluna: "Parada AM". Iniciamos falando da cobertura das emissoras de rádio nas transmissões dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.
Foram 42 modalidades olímpicas para serem contadas e os grupos de comunicação que adquiriram os direitos de transmissão, como Rede Bandeirantes, Globo, Record e Grupo RBS, sairam na frente por terem maior abrangência, mas também compartilham os direitos com Fox, ESPN e a Rádio Itatiaia.
As rádios do Grupo Bandeirantes transmitiram mais de 200 horas com a disponibilidade de 30 profissionais das rádios Bradesco Esportes FM, Rádio Bandeirantes e BandNews FM no Rio de Janeiro. Um dos principais destaques foi a narração de José Silvério na partida de abertura contra a Africa do Sul, nas quartas de finais contra a Colômbia e na final contra a Alemanha, foi a primeira vez que o veterano narrador de 70 anos transmitiu uma final olímpica com o Brasil em campo.
Os esportes de maior apelo também foram transmitidos pela Radio Itatiaia, emissora mineira que esteve em sua oitava participação nas Olimpíadas, e contou com flashes e programas especiais produzidos pelas equipes no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte. A Rádio Gaúcha, da RBS, transmitiu 20 jogos de variadas modalidades. A Rádio Itatiaia, que investiu mais de R$ 1 milhão na cobertura, comercializou cotas para a Volswagen, Ricardo Eletro, Yoki, Governo de Minas Gerais, Mercado Central, Picchioni Câmbio e Investimentos, Vivonline e MartMinas.
Emissoras que não compraram os direitos de transmissão também tiver programações em suas grades, como a Jovem Pan com boletins diários ao vivo e resumo do dia nos telejornais.
A Rádio Globo e a CBN que no futebol já haviam feito uma junção para a transmissão dos jogos, também nas Olimpíadas fez a cobertura completa dos principais eventos pela "Estação Globo/CBN", que ocupou por todo o tempo necessário o prefixo da emissora de notícias no AM para São Paulo e o Rio de Janeiro e nas horas de jogos envolvendo brasileiros todos os prefixos das duas emissoras no país transmitiram juntas o evento.
Uma boa notícia para os amantes do radio foi que durante o período Olímpico as emissoras de rádio puderam optar por transmitir a Voz do Brasil em outra faixa horária, entre 19h e 22h (com encerramento máximo da transmissão para as 22h59).
A cobertura dos jogos foi muito positiva, principalmente para as pessoas que em horário de trabalho e trânsito puderam vibrar com o maior evento esportivo do planeta, e a boa audiência pode trazer o patrocínio de grandes empresas para transmissão de novos esportes durante o ciclo olímpico para Tokio.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply