#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Au Revoir! Que venha a Argentina!

A Hora do Ouro 
Segunda-feira, 15 de Agosto de 2016
Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 

"O Campeão voltou!!!" Foram com esses gritos que a torcida brasileira que lotou o Maracanãzinho empurrou a equipe de Bernardinho a vitória contra a França. O Brasil espantou a má fase e fechou o jogo em 3 sets a 1. Classificado na quarta colocação do Grupo A, o Brasil terá pela frente a Argentina, nas quartas de final. O duelo acontecerá na quarta-feira (17), às 22h35.
O primeiro set foi equilibrado e a seleção brasileira teve dificuldades para conter o saque de Le Roux no início da parcial. Foi apenas no 17º ponto que o time de Bernardinho conseguiu assumir a frente e não permitiu uma reação francesa. Contando com a eficiência de Wallace no saque e no ataque a seleção brasileira conseguiu fechar o primeiro set em 25 a 22. No segundo set o levantador Bruninho em todo instante procurava Wallace em seus ataques e do outro lado Kevin Tillie fazia a diferença para os franceses, ele anotou cinco pontos, ele foi fundamental na vitória da França por 25 a 22. No terceiro set foi no 18º ponto que o Brasil abriu três pontos de vantagem, Lipe saiu correndo atrás de Serginho para abraçá-lo no fundo da quadra, o time de Bernardinho fechou o set em 25 a 20. Precisando vencer o set para evitar a eliminação, a França chegou a abrir três pontos de vantagem para o Brasil na metade da parcial (13 a 10). O nervosismo francês, aliado aos dois pontos consecutivos de Wallace, recolocou a seleção brasileira na partida. Os sucessivos erros, porém, impediam que o Brasil conseguisse o ponto do empate. E assim foi até a parte final: França abria dois pontos de vantagem e o time de Bernardinho conseguia reduzir um. No momento decisivo, no entanto, o empate veio: 23 a 23. A partir daí, a seleção brasileira assumiu a liderança do placar e fechou em 25 a 23.

Atletismo 

O brasileiro João Vitor de Oliveira protagonizou uma cena inusitada na eliminatória da prova de 110 metros com barreiras nesta segunda-feira (15). Com a pista molhada, ele tropeçou na parte final da corrida, caiu e atravessou a linha de chegada deslizando de barriga, dando uma espécie de "peixinho". Surpreende é que, deste jeito, classificou-se para as semifinais com seu melhor tempo na temporada: 13s63.
Abre Aspas para João da Barreira:
"Meu ídolo no esporte é o Ayrton Senna. Eu brinquei com meu amigo ali que hoje eu coloquei o pneu de chuva. Foi que nem aquelas brincadeiras de criança. Você põe sabão e água no quintal e escorrega. Na hora eu nem penso muito. Você faz o que precisa fazer. Meu técnico fica preocupado, fala que eu posso me machucar, mas eu nem penso. É uma Olimpíada, sabe lá Deus quando eu vou ter outra chance. Eu fiz pela primeira vez em um Pan juvenil em Miami, em 2011. Fiz e depois vi que ganhei umas posições. Comecei a pensar que poderia ser uma boa".
O brasileiro Eder Antonio Souza, sem cair, também conseguiu vaga nas semifinais ao conquistar o quarto lugar na quinta bateria, com 13s61.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply