#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Brasil foi sem Nocioni da vitória!

O Brasil sofreu mais uma derrota no basquete masculino. De novo por uma pequena diferença, acrescida de duas prorrogações e do adversário ser os hermamos Argentinos.O primeiro quarto era equilibrado até Nocioni começar a se destacar nas cestas de três. A 2min07seg do fim, ele acertou seu quarto arremesso em quatro tentativas, abrindo o placar para 24 a 14. Scola e Campazzo também fizeram de longe no primeiro período, em que os argentinos mataram seis bolas de três contra uma única do Brasil. Escolhido para marcar Scola, Rafael Hettsheimeir fazia partida ruim.
O Brasil voltou para o segundo quarto nove pontos atrás (28 a 19). A pouco mais de seis para o fim, um roubada de bola e ponto de Benite reduziu a desvantagem para três pontos. Em bola de três de Giovanonni a 5min56seg do fim, o Brasil diminui para um ponto (55 a 54). A 5:17, um bola de três pontos de Benite virou o jogo para 37 a 35 e levou a torcida à loucura. A 3min53seg, Benite abriu vantagem para 42 a 35, que chegou a dez pontos, mas terminou em oito pontos (52 a 44).
O Brasil voltou bem para o segundo tempo e, logo no inicio, forçou Scola e Nocioni a fazerem suas terceiras faltas. Do lado brasileiro, Marcelinho Huertas e Leandrinho também fizeram suas terceiras faltas, os deixando em situação delicada para uma partida que se desenhava para um final equilibrado. Mal no jogo, sem pontos, Leandrinho fez sua quarta falta a 4min15seg do fim, obrigado Magnano a tirá-lo da partida. A 2min52 do fim do terceiro quarto, uma cesta deCampazzo colocou os argentinos novamente em vantagem, 64 a 63, mas o Brasil reagiu e terminou o período com 72 a 67.
No quarto período Brasil chegou a abrir oito pontos de vantagem a 2min41seg do fim com cesta de Nenê. Mas durou pouco. A 22 segundo do fim, Campazzo acertou dois lances livre e deixou o jogo em 83 a 82. Na linha de lance livre, a 21 segundos, Huertas aumentou a vantagem para três pontos. E a três segundos do fim, Nocioni acertou de três, empatando o jogo. Em jogada combinada, Nenê não conseguiu arremessar e passou para Huertas, que, sem ângulo, não conseguiu evitar a prorrogação: 85 a 85.
Na prorrogação, o Brasil ganhou confiança com quatro pontos de Nenê e, em uma bola de três de Alex, aumentou a vantagem para seis pontos, que, em seguida, caiu para quatro pontos. A 36 segundos do fim, no entanto, Campazzo infiltrou com facilidade, empatando o jogo: 95 a 95. A 15 segundos do fim, Raulzinho arriscou de três e errou. Na última bola, Ginóbiliforçou arremesso e também não acertou. Nova prorrogação, dessa vez sem Huertas e Scola, os dois eliminados com falta. Eles deixaram o jogo com 14 pontos cada.
A segunda prorrogação começou com duas cestas de três pontos de Campazzo e, na sequência, uma andada de Alex. Com 3min30 para o fim, a Argentina ampliou a vantagem para oito pontos. Leandrinho finalmente entrou no jogo, marcando nove pontos: 106 a 105 a 1min17seg do fim. Mas não foi suficiente. Com dois pontos atrás a 13 segundos do fim, o Brasil demorou dez segundos para fazer falta, reduzindo suas chances. Nos lances livres. Delfino errou duas vezes, mas o Brasil não pegou o rebote e nem a chance da vitória.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply