#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » SBT faz 35 anos com uma história ligada ao futebol brasileiro

Novelas mexicanas, programas de Silvio Santos, Baú da Felicidade, Chaves. Essas certamente são as primeiras palavras que nos  vêm a mente quando lembramos de SBT. Mas desde que foi fundado em 1981, quando o empresário Silvio Santos recebeu do governo militar a concessão da extinta Rede Tupi, o canal também é responsável por históricas transmissões esportivas. Neste dia que o SBT celebra 35 anos relembramos momentos marcantes da emissora mais feliz do Brasil com o esporte.
A Copa do Mundo de 1986 em parceria com a Record foi o primeiro evento transmitido pelo canal, tendo Silvio Luiz na narração e Marcelo Tas, no personagem Ernesto Varella, um repórter que fazia perguntas muito incômodas e irônicas aos seus entrevistados.
Depois veio em 1987 a final do Brasileiro em exclusividade, com Ivo Morganti e Jorge Kajuru.
Em 1988 o SBT transmitiu as Olimpíadas de Seul e em 1990 a Copa do Mundo da Itália. A equipe de transmissão era chefiada por Roberto Cabrini, na narração estavam Luiz Alfredo e Ivo Morganti, os comentaristas eram Telê Santana, treinador da seleção brasileira nas duas Copas anteriores, Orlando Duarte e Emerson Leão, o canal foi vice-líder nos índices de audiência dos jogos da Copa do Mundo de 1990. Ainda viria a Olimpíada de Barcelona.
Foi na Copa do Mundo de 1994, nos EUA que o SBT soltou o slogan: “Veja o Brasil ser campeão no vice”. Luiz Alfredo, Osmar de Oliveira, Orlando Duarte, Telê Santana e Carlos Alberto Torres eram a equipe de transmissão dos jogos.
O dia 05/03/1995 ficou marcado pelo dia que a Fórmula Indy foi exibida pela primeira vez no SBT, com GP de Miami, nos Estados Unidos.
Em 1995 os direitos exclusivos de transmissão da Copa do Brasil eram do SBT  em horário nobre e com a final entre Grêmio X Corinthans a emissora de Silvio Santos marcou 52 pontos de audiência no Ibope em São Paulo e assim se seguiu por mais três temporadas na emissora, a última delas com a companhia da TV Globo. Na pré-temporada no futebol brasileiro, o SBT organizava torneios amistosos, como a Copa dos Campeões Mundiais,  o Festival Brasileiro de Futebol e a  Taça Maria Quitéria, na Bahia.
Em 1998 o SBT transmitiu a Copa Mercosul com o Palmeiras campeão e a última Copa do Brasil exibida pela emissora.
Depois o SBT viria a causar polêmica mesmo sem transmitir jogos. No dia 30 de dezembro de 2000, o segundo jogo da final da Copa João Havelange entre Vasco e São Caetano em São Januário foi interrompido pela queda do alambrado, que deixou 168 feridos. A cobertura do episódio pela imprensa, especialmente a Globo, deixou o então presidente vascaíno Eurico Miranda insatisfeito. Para se vingar, ele preparou uma surpresa para o novo jogo da final, realizado no dia 18 de janeiro de 2001 no Maracanã. Estampou a marca da SBT na camisa do Vasco.
A Federação Paulista de Futebol tentou negociar um pacote mais caro com a Rede Globo para a exibição do Paulistão 2003, o SBT fez uma proposta de R$ 12 milhões por 22 jogos do Paulistão-2003, mas ao saber da negociação, a Globo resolveu exercer o direito de preferência na renovação, previsto no contrato anterior e mandou um fax à FPF no dia 29 de dezembro, 48h antes do limite do prazo para manifestação, mas a FPF declarou que só recebeu o fax oficialmente no dia 2 de janeiro de 2003, data em que foi protocolada a chegada da mensagem da emissora carioca, com isso, ações judiciais se arrastaram pelo campeonato, culminando na transmissão conjunta das emissoras, mas com os horários determinados pelo SBT. Paulo Andrade, então repórter da RedeTV! e Dirceu Maravilha foram os narradores, Elias Junior,  Silvia Vinhas e Elias Awad completavam o time. O trabalho começou a ser testado com a compra dos direitos do Sul-Americano Sub-20.
O futebol no SBT terminou em 2003 com a transmissão da Copa Ouro, também o último trabalho do amigão Paulo Soares na emissora.
Neste ano com a desistência da Band em transmitir o futebol em conjunto com a Globo, um dos candidatos a fazer parceria com a emissora carioca foi o SBT. Mas em nota a emissora disse que acredita que todo o modelo vigente de negociação dos direitos de transmissão entre clubes e emissoras precisa ser modificado para que ele possa a voltar a colocar partidas de futebol em sua grade.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply