#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » Canetadas: Não CAIO!

O São Paulo fez uma partida heróica em sua luta contra o rebaixamento em terra carioca na noite desta segunda-feira, 17, conquistando uma vitória sobre o mandante Fluminense por 2 x 1. A história da partida retrata fielmente o que está sendo o ano tricolor até aqui, com um desempenho alicerçado muito mais na raça do que na técnica. Agora a equipe de Ricardo Gomes chega aos 39 pontos e passa a ocupar a décima segunda posição na tabela de classificação, subindo quatro posições e tornando sustentável a situação do treinador no comando do tricolor paulista.
Com uma escalação que optou por Wesley no lugar de Kelvin, o São Paulo teve a posse de bola em um meio de campo povoado, mas não transformou a individualidade em ter a bola sobre o seu domínio em criação de jogadas coletivas, vendo o Fluminense finalizar perigosamente por cinco vezes, antes de abrir o placar com uma belíssima jogada de Wellington aos 30 minutos. O atacante do Fluminense dominou a bola ainda em seu campo de defesa para chegar ao ataque e apenas ser parado em um pênalti cometido por Dênis. O próprio jogador do tricolor carioca bateu a penalidade para abrir o marcador e colocar ainda mais pressão sobre o São Paulo, que precisou mudar para a segunda etapa.
Buffarini deixou o campo, já amarelado, e deu lugar a Kelvin, passando Wesley a lateral direita. O São Paulo começou a atacar mais e Levir Culpi então cometeu o seu maior pecado na partida, tirando Pierre, que estava bem em campo, para a entrada de Douglas, recuando a equipe e aceitando a pressão imposta. RG também fez alterações, acertando com os atacantes da base David Neres e Pedro, que deram uma maior movimentação aos visitantes, que tiveram seis finalizações perigosas, transformando duas delas em gols. O primeiro tento paulista foi com Thiago Mendes, sendo que o volante do tricolor já havia perdido uma chance clara de gol segundos antes, com a menina passando rente a trave de Júlio César, mas na sequência ele fez o torcedor do Flu lembrar que "quem tem Gum, tem medo". O zagueiro carioca falhou duas vezes seguidas e aos 26 minutos Thiago aproveitou o rebote para balançar as redes adversárias e empatar a partida. A virada veio 10 minutos depois com Rodrigo Caio cabeceando para marcar o seu primeiro gol no BR16, seguido de um grande abraço no treinador Ricardo Gomes, então ameaçado com a derrota.
No próximo sábado o São Paulo enfrenta a Ponte-Preta no estádio do Morumbi, as 17h, além de Buffarini, sem Maicon e Lugano, suspensos pelo terceiro cartão amarelo aplicados nesta noite, sendo "Dios" punido por reclamações no banco de reservas. Com isso deve acontecer a estréia do zagueiro Douglas, vindo na janela de transferências em Julho do futebol ucraniano, pois Lyanco segue lesionado. Faltam agora duas vitórias para o São Paulo matematicamente se livrar de um inédito rebaixamento para a série B do Campeonato Brasileiro, e sobram motivos para o torcedor tri-campeão do mundo comemorar aos gritos de que "time grande não cai!".  

FLUMINENSE 1 X 2 SÃO PAULO

Data e hora: 17/10/2016, segunda-feira, às 20h (horário de Brasília)
Local: Edson Passos, em Mesquita (RJ)
Árbitro: Nielson Nogueira Dias - PE
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva e Bruno Cesar Chaves Vieira – PE
Gols: Wellington, aos 30min do primeiro tempo; Thiago Mendes, as 26min, Rodrigo Caio, aos 36min do segundo tempo
Cartões amarelo: Wellington (FLU) Denis, Buffarini e Maicon (SPO)

Fluminense
Julio Cesar; Wellington Silva (Igor Julião), Henrique, Gum e Giovanni; Pierre (Douglas), Cícero e Gustavo Scarpa; Wellington, Marcos Júnior (Marquinho) e Richarlison
Técnico: Levir Culpi

São Paulo
Denis; Buffarini (Kelvin), Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt, Thiago Mendes, Wesley e Robson (David Neres); Cueva e Chávez (Pedro)
Técnico: Ricardo Gomes

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply