#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » Canetadas: Ponte Preta não mostra vontade de vencer

Uma equipe apática em campo. Foi assim que o torcedor da Ponte Preta viu a sua equipe atuar em uma Ilha do Retiro lotada e propensa a empurrar os seus jogadores e de quebra homenagear Eduardo Batista, hoje em Campinas, mas muito identificado com o leão, ele precisou se esforçar para conter a emoção diante do primeiro clube que treinou. Antes do duelo, o técnico foi saudado por alguns torcedores pernambucanos e se emocionou durante entrevista: "Dos últimos oito títulos do Sport, eu participei de sete. Aqui é minha vida, minha casa". O Sport por sua vez conseguiu um respiro em sua luta contra o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. A equipe de Daniel Paulista venceu a Ponte Preta por 1 a 0, gol de Rogério. O triunfo fez com que a equipe pernambucana pulasse duas posições (14º), passando Coritiba e Internacional e abrindo cinco pontos de vantagem para o Vitória, primeiro time dentro da zona de rebaixamento: 40 a 35. A equipe baiana, no entanto, ainda entrará em campo na rodada. Já a Ponte viu seu sonho de Libertadores ficar mais distante, na 10ª colocação. Na próxima rodada, o Sport vai a Porto Alegre enfrentar o Grêmio, no domingo (6), às 17h (de Brasília). Um dia antes, às 21h, a Ponte Preta recebe o Santos, em Campinas.
Na primeira etapa logo aos 12 minutos, Rodney Wallace soltou a bomba de fora da área e obrigou Aranha a fazer boa defesa. Perto do intervalo, aos 42 minutos, Rhayner puxou contra-ataque em grande jogada individual e tocou para Clayson, que bateu forte para a defesa de Magrão. Mas logo no início do segundo tempo, o Sport passou a apostar em uma jogada em especial: um jogador da defesa fazia o lançamento, Diego Souza desviava de cabeça no meio do caminho e a bola sobrava para algum dos atacantes. Na terceira tentativa, o gol saiu: Matheus Ferraz deu o chutão, o camisa 87 desviou e a bola sobrou para Rogério, que avançou e tocou entre as pernas de Aranha e abriu o placar para o Sport, dando então números finais ao duelo.
A partida contra o Sport foi de homenagens para dois jogadores da Ponte Preta. Para o duelo, o lateral Reinaldo e o volante Wendel utilizaram camisas especiais. O primeiro, a 50, em referência ao número de jogos com a camisa do time paulista. O segundo, a 700, fazendo relação a quantidade de partidas feitas em toda sua carreira. Ao torcedor da macaca resta a certeza de que a palavra "homenagem" não cabe tão cedo a alguns outros jogadores do elenco, como o zagueiro Fábio Ferreira e o meia Maicon, peças inoperantes e que não auxiliam os demais jogadores.

FICHA TÉCNICA:
SPORT 1 X 0 PONTE PRETA

Local: Estádio Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: 27 de outubro de 2016, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Público: 24.324 torcedores
Renda: R$ 127.530,00
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Dibert Pedrosa Moises (RJ)
Cartões amarelos: Samuel Xavier, Rodney Wallace (Sport); Reinaldo, Wendel, Rhayner (Ponte Preta)
Gol: Rogério (8'/2ºT)

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves, Renê; Rithely, Neto Moura (Paulo Roberto), Diego Souza, Everton Felipe (Luis Ruiz) e Rodney Wallace; Rogério (Apodi). Técnico: Daniel Paulista.

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Antonio Carlos, Fábio Ferreira, Reinaldo; João Vitor, Wendel (Ravanelli, depois Zé Roberto), Maycon, Clayson; William Pottker e Felipe Azevedo. Técnico: Eduardo Baptista.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply