#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » Canetadas: A trinca do Flamengo no Pacaembu

A relação do Flamengo com o Pacaembu neste ano de 2016 tem sido apenas de vitórias. Em Janeiro o rubro-negro foi no estádio paulista o campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em um duelo aberto contra o Corinthians, com chances para as duas equipes, brilhou o lado rubro-negro. Na primeira etapa, Gabriel Vasconcelos abriu o placar para o Timão, aos 19 minutos. O gol deu ânimo para os paulistas, que ampliaram aos 25, com Matheus Pereira. O segundo tempo começou com o Flamengo dominando as ações e logo aos três minutos Trindade descontou para os cariocas. Aos oito, Matheus Sávio recebeu lançamento do jovem Cafu e bateu cruzado, empatando a partida e levando a disputa para os pênaltis. No final, brilhou a estrela do clube da Gávea. Nas cinco primeiras cobranças das equipes, o Corinthians marcou com Maycon, Guilherme e Dawhan, enquanto que Matheus Pereira e Gabriel Vasconcelos desperdiçaram suas cobranças. O Flamengo marcou com Thiago Ennes, Ronaldo e Lucas Paquetá; Kleber e Thiago perderam. Nas alternadas, Thiago defendeu a cobrança de Claudinho, e Patrick garantiu a terceira conquista do Rubro-Negro na competição. O atacante do Flamengo, Felipe Vizeu, hoje na equipe titular adulta, foi eleito o melhor jogador da competição. O jovem jogador marcou sete gols durante a Copinha. O treinador assim como ele, subiu a equipe principal é comanda o vice -lider do BR16.
Em 18 de setembro, um domingo, às 11h, o Flamengo voltou ao Pacaembu para encontrar desta vez o Figueirense, e com gols de Willian Arão (FLA), aos 36 min do 1º tempo e Diego, aos 25 min do 2º tempo, venceu a equipe catarinense por 2 x 0. O treinador Zé Ricardo mandou a campo Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz, Jorge; Willian Arão, Cuellar, Diego, Gabriel (Fernandinho) e Everton (Alan Patrick); Leandro Damião (Vizeu).
Completando a trinca de vitórias, neste domingo, 09, a vitória foi por 3 x 0 sobre o Santa Cruz. Felipe Vizeu não segurou as lágrimas depois de abrir o placar logo aos 6min de partida. Ajoelhou-se no gramado e foi abraçado pelos companheiros. Na saída para o intervalo, falou sobre o choro. Abre Aspas:
"Fiquei muito feliz com o gol. Flamengo é isso, foi muito emocionante. Cada gol que eu faço aqui em cima [profissional] é muito emocionante para mim porque eu sei que venho me dedicando ao máximo nos treinos. Durante a semana, quando eu voltei da seleção, eu disse que a oportunidade que eu tivesse eu tinha que aproveitar, e foi o que eu fiz".
O Flamengo contou com uma falha de Edson Kölln para marcar seu segundo gol e abrir boa vantagem na partida. Após cobrança de escanteio da esquerda de Alan Patrick, o goleiro do Santa Cruz saiu mal e Diego ficou livre para cabecear; a bola bateu na trave e voltou nos pés de Willian Arão, que da pequena área e sem ninguém a sua frente concluiu para o gol.
Sem Jorge, suspenso, Chiquinho foi o titular do Flamengo na lateral esquerda. E agradou os torcedores. Além da convincente atuação, foram dele duas das melhores finalizações do Fla, uma sem deixar a bola cair no primeiro tempo que deu trabalho ao goleiro do Santa Cruz. Não à toa, teve o seu nome gritado pelos torcedores presentes no Pacaembu: "Ão, ão, ão, Chiquinho é seleção".
Marcelo Cirino, também as lágrimas fez nascer a goleada abrindo 3 x 0. Mas nem tudo foram flores, pois a torcida do Flamengo não perdoou Léo Moura, que entrou em campo contra o ex-clube pela primeira vez desde que o deixou, em 2015. O lateral, que nesta semana acionou o Fla na Justiça, foi vaiado toda vez que pegou na bola. Ele reclama diferenças nos depósitos de direito de arena, além de horas extras e adicional noturno pelas concentrações do time.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply