#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » Canetadas: É o Galo na final de novo!

Após vencer o primeiro jogo por 2 a 1, em Porto Alegre, o torcedor do Atlético-MG lotou o Estádio Independência e esperava uma partida bem mais tranquila diante do Internacional, pela semifinal da Copa do Brasil. Mas não foi o que se viu. A equipe gaúcha entrou com um time misto, mas jogou melhor novamente e esteve duas vezes em vantagem, mas acabou cedendo o empate e ficando fora da decisão. O resultado de 2 a 2 colocou os mineiros na segunda final de Copa do Brasil em três anos. O adversário vai ser o Grêmio, que eliminou o Cruzeiro. As partidas decisivas estão marcadas para os dias 23 e 30 deste mês. 
Nenhum outro jogador do futebol brasileiro fez tantos gols como fez Robinho em 2016. Já são 25. Talvez, nenhum outro também esteja atuando no mesmo nível do camisa 7 do Atlético. A vaga na final da Copa do Brasil só chegou após outra boa atuação dele, com gol e assistência. Assim como tem sido rotina nesta temporada. 
Robinho marcou o primeiro gol atleticano e deu belo passe para a conclusão de Lucas Pratto, no segundo. Apesar de ter um vasto leque de opções para formar o time do Atlético, o técnico Marcelo Oliveira ainda não conseguiu fazer a equipe ter um padrão de jogo. Assim como tem acontecido, o time é dominado pelo adversário, seja ele da parte inferior da tabela ou até mesmo de uma divisão inferior. Embora seja um time limitado taticamente, o Atlético tem muitos jogadores acima da média, que salvam a equipe no momento de maior aperto.
Foi assim em Porto Alegre e se repetiu em Belo Horizonte. Mesmo não usando a escalação considerada titular, o Internacional jogou melhor do que o Atlético. No Beira-Rio, o goleiro atleticano foi o melhor em campo, evitando que a equipe da casa fizesse boa vantagem na ida. Diante de dois jogos tão bons, fica a sensação que a equipe poderia ter ido além, caso jogasse com força máxima nas duas partidas.
Apesar de muito melhor na primeira etapa, o Inter sofreu um gol aos 47 minutos. Naquele momento o jogo caminha para o intervalo e empatado em 1 a 1, resultado duro para quem foi tão melhor na etapa inicial. Mas no último lance, após um recuo de Erazo, Victor dominou a bola mal e foi desarmado por Anderson, que fez o segundo gol colorado, deixando a equipe visitante em situação confortável para a etapa final. Aos 25 minutos da etapa final o Atlético viu a chance de criar um bom ataque e, quem sabe, fazer o terceiro gol e garantir presença na final da Copa do Brasil. Mas assim que a bola caiu nos pés de Cazares, num lance que seria três jogadores do Atlético contra dois do Internacional, o árbitro Jaílson Macedo de Freitas parou a jogada. Tudo para que o volante Fabinho, do Inter, fosse atendido, após disputa na área do Atlético. A decisão do árbitro irritou jogadores e torcedores atleticanos.
O árbitro sinalizou quatro minutos de acréscimos, mas o jogo entre Atlético e Inter se estendeu alguns minutos a mais, tudo por causa de uma confusão no banco de reservas da equipe gaúcha. Os jogadores do time colorado começaram a reclamar de uma falta marcada, ao ponto de objetos serem atirados em campo e até mesmo com atleticanos indo ao local. A confusão rendeu a expulsão do zagueiro Paulão, que sequer entrou no jogo. O Galo por sua vez entrou mais uma vez na final da Copa, que é a mais cobiçada dos últimos três anos pela equipe e por Marcelo Oliveira, treinador acostumado as decisões do torneio.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 2 INTERNACIONAL

Data: 2 de novembro de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Motivo: Semifinal da Copa do Brasil
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 20.447 pagantes
Renda: R$ 1.434.860,00
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro A. Rocha de Matos (Fifa/BA) e Bruno Raphael Pires (Fifa/GO)
Cartões amarelos: Luan e Rafael Carioca (CAM) Aylon, Ceará, Eduardo Sasha, Valdivia e Ariel (INT)
Cartão vermelho: Paulão (INT)
Gols: Aylon aos 26 min, Robinho aos 47 min e Anderson aos 49 min do primeiro tempo; Lucas Pratto aos 15 min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Erazo, Gabriel e Fábio Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso, Otero (Rafael Carioca, aos 41 do 2º) e Luan (Cazares, aos 12 do 2º); Robinho (Clayton, aos 50 do 2º) e Lucas Pratto.
Técnico: Marcelo Oliveira.

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes, Ceará, Ernando, Alan Costa e Artur; Fabinho, Rodrigo Dourado, Willian, Anderson (Andrigo, aos 30 do 2º) e Valdivia (Eduardo Sasha, aos 20 do 2º); Aylon (Ariel, aos 30 do 2º).
Técnico: Celso Roth.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply