#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Fiel esperava mais de um sábado à noite

Os mais de 24 mil presentes em Itaquera nesta noite de sábado certamente esperavam mais de uma balada de sábado à noite no palco iluminado de Itaquera. Não que faltou vontade, tentativas de chutes a gol, somente na primeira etapa foram 10, contra um do adversário o jogo todo, mas a bola não entrou. Os cruzamentos a área, mesmo que repetidas vezes, não causam sintomas de gol. Com 55 pontos, o Corinthians não dependerá apenas de suas forças na última rodada da Série A, no dia 4 de dezembro, quando visita o Cruzeiro. O Botafogo e o Atlético-PR, ambos com 56 pontos, têm a faca e o queijo na mão, respectivamente contra Grêmio (fora) e Flamengo (casa). A chance de ir à Libertadores com o sétimo lugar praticamente se foi com a provável conquista gremista na Copa do Brasil.
A partida foi marcada por uma primeira etapa de um chute forte de Rodriguinho no ângulo direito de Weverton, e apenas isso. Houve sim muita movimentação pelo meio de campo em triangulações de Marlone, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel. Mas nada era capaz de passar por Thiago Heleno e o ex Corinthians Paulo André. Na segunda etapa Oswaldo de Oliveira buscou algumas mais movimentação pelo centro do ataque com Giovanni Augusto, pelas pontas com Lucca e um teve um último ato desesperado com a entrada de Gustavo. Nada foi suficiente para que a sobra de vontade se sobrepusesse a falta de qualidade. Falta muita coisa ao Corinthians. Sobraram vaias, durante a partida para Romero, que completou 100 jogos com a camisa alvi-negra, e Cristian, que quando tentava mostrava erros que beiram o amadorismo.
O Atlético-PR mostrou o porquê é fraco fora de casa pelo Brasileiro quando não conseguia criar contra ataques. Seus jogadores são lentos, não descem ao ataque sequer em número. André Lima é uma escapatória para os lançamentos do meia Lucas Fernandes. O tempo passou, chegou a parecer que ia ser do jeito Corinthians, com um gol no último minuto. Os 49 do segundo tempo chegaram e com ele apenas a esperança de que a semana seja melhor dentro e fora de campo. Oswaldo de Oliveira saiu discutindo com um torcedor que o xingava, dizendo que "estava morrendo de medo" dele. O presidente Roberto Andrade está internado após quadro de pressão alta, sem previsão de alta. O único setor do time do povo que continua a brilhar é mesmo a arquibancada.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply