#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Hyoran, chamado assim em homenagem a Cruyff, renasce após não viajar com a Chapecoense


Contratado pelo Palmeiras para a próxima temporada, o meia Hyoran escapou da tragédia ocorrida com a delegação da Chapecoense graças a uma lesão adquirida nas últimas semanas. Fora da relação, o jogador se dirigiu à Arena Condá para se reunir com o restante dos funcionários e atletas que aguardam notícias mais concretas sobre o acidente com o avião do time na Colômbia.
O jogador, uma das revelações da Chapecoense na temporada, lesionou o joelho há duas semanas e se encontrava em estágio final de recuperação.
Hyoran permaneceu no Brasil assim como outros sete atletas do grupo, Rafael Lima, Neném, Demerson, Marcelo Boeck, Andrei, Martinuccio, Nivaldo e Cláudio Winck. O meia-atacante Hyoran possui contrato assinado de quatro anos para reforçar o Palmeiras, atual campeão brasileiro, na próxima temporada. Esse nome atípico, Hyoran, é em homenagem a Johann Cruyff, craque da Holanda na década de 70. O pai dele era fã de futebol, mas errou na tradução do nome. Amigos acharam estranho, mas ele apenas justificou dizendo que Hyoran é João em holandês. Hyoran tem um bom futebol, que foi desenvolvido durante o período em que ele esteve nas categorias de base do Corinthians, depois ele disputou a Série A3 do Campeonato Paulista por causa da parceria entre Corinthians e Flamengo de Guarulhos. Mas o Corinthians não quis renovar o contrato, então Hyoran voltou para Chapecó logo no momento em que a Chapecoense estava se reestruturando e crescendo. Aconteceu então outra curiosidade: ele virou profissional em 2013 e, antes de estrear, foi relacionado para o jogo decisivo para o acesso à Série A, só para aparecer naquela importante foto.
Em 2014 aconteceu a estreia profissional e aos poucos Hyoran teve oportunidades de mostrar seu futebol. Nem sempre impressionou, até porque suas características físicas causaram dificuldades de adaptação entre os profissionais. Ele é muito magro, tanto que é apelidado de "Seco" pelos companheiros.
A técnica de Hyoran realmente é de bom nível e compensa esse problema, mas ele ainda não tem números que empolguem os palmeirenses. Acumula 69 partidas pela Chapecoense e fez oito gols. No Campeonato Brasileiro disputou apenas nove jogos como titular, fez dois gols e deu uma assistência. Mesmo em comparação com outros atletas do time ele não era grande destaque. Cléber Santana (32) criou duas vezes mais chances de gol do que ele (16). O veterano também deu mais assistências (3), assim como Arthur Maia (3) e Lucas Gomes (2). Até mesmo o aproveitamento de passes de Hyoran é apenas comum, 70%.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply