#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Pole Position: Os adversários aplaudem Felipe Massa em pé!

Felipe Massa rodou sua Williams e deixou o seu último GP do Brasil na volta 48. Sob muita chuva, o piloto não conseguiu segurar o seu carro, que escapou da pista e rodou. O brasileiro não teve condições de continuar na disputa. Abre Aspas:
 "Eu não esperava. Difícil de dizer, de explicar. Peço desculpas, queria acabar a corrida. Mas tenho que agradecer à torcida pelo respeito. Eu estava tentando, mas vai ser um dia inesquecível para a minha vida. Eu penso em tudo, em agradecer esse momento, sem dúvida é um dia, um momento do final. Lógico, de uma carreira muito orgulhosa que conquistei. A última corrida no Brasil na F1. Espero correr em outra categoria no Brasil, é algo especial. Saio de cabeça erguida e com o coração apertado".
O piloto da Williams saiu do carro em seguida e acenou bastante para a torcida com a bandeira do Brasil nas mãos e chorando bastante. Todo o caminho para o retorno para o box foi feito com a bandeira do Brasil, além da já esperada torcida, todos os integrantes de todas as equipes aplaudiram em pé a Felipe Massa. 
Na prova os demais pilotos também enfrentaram muita chuva, duas paralisações, vaias do público e ao final viram o título de 2016 da Fórmula 1 ainda em disputa. Em um dia que podia terminar com festa para Nico Rosberg e Felipe Massa, a vitória de Lewis Hamilton em uma prova bastante tumultuada e encerrada pelo limite de tempo adiou a decisão para Abu Dhabi. Favorecido por suas bandeiras vermelhas e muitas voltas sob o safety car, o inglês mal foi ameaçado por Rosberg, que terminou em segundo. A cautela da FIA, que deu duas bandeiras vermelhas por conta da chuva, tirou a paciência da torcida, que vaiou bastante durante os mais de 40 minutos em que os pilotos ficaram recolhidos nos boxes.
Quando a corrida foi finalmente reiniciada, as disputas foram menos intensas do que poderiam, com seguidos acidentes forçando a entrada do safety car. Favorecido por isso, Hamilton liderou de ponta a ponta e chegou a 355, contra 367 do ainda líder Rosberg. Para ser campeã em Abu Dhabi, última corrida do ano, resta ao alemão precisa só de um terceiro lugar nos Emirados Árabes.
A dobradinha foi um prêmio à cautela da Mercedes, que em nenhum momento quis se arriscar e deixou toda a ação do pelotão de frente para Verstappen, da Red Bull. O holandês largou em quarto, mas produziu todas as melhores ultrapassagens da tarde e foi premiado com um belo terceiro lugar, conquistado no finzinho em uma bela disputa com Sergio Perez. Felipe Nasr, em sua melhor prova no ano, terminou na nona posição, um desempenho excelente para quem largou na última colocação e ainda briga para estar no grid em 2017.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply