#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Máquina do Tempo: 56 anos de histórias de Márcio Rezende de Freitas

A "Máquina do Tempo" desta semana relembra a carreira de Márcio Rezende de Freitas, nascido em Timóteo, Minas Gerais, aniversariante deste 22 de dezembro de 1960 e conhecido por ter sido um polêmico arbitro do futebol brasileiro. Um dos mais discutidos e corretos árbitros de futebol do Brasil, Márcio Rezende de Freitas também foi um vigoroso zagueiro entre o final da década de 1970 e o início da década de 1980,  defendendo o Atlético Mineiro, América Mineiro, Itaúna e Votuporanguense. Parou com a bola aos 23 anos após passar em cinco vestibulares e arrumar emprego no Banco Real, onde permaneceu por 15 anos. Mas não conseguiu se afastar do futebol, tornando-se árbitro com atuações iniciais em campeonatos amadores de Belo Horizonte. Casado duas vezes, reside na capital mineira e tem dois filhos.
Em 2005 foi o árbitro brasileiro mais bem colocado no ranking da Fifa. Teve presença na Copa do Mundo FIFA de 1998 e nos Jogos Olímpicos. Atualmente é comentarista de arbitragem da Rede Globo em Minas Gerais.
Algumas polêmicas jamais foram esquecidas e marcaram a sua carreira. •Santos x Botafogo - Final do Campeonato Brasileiro de 1995.
Na partida entre Santos e Botafogo, na final do Campeonato Brasileiro de Futebol de 1995, Márcio validou um gol impedido de Túlio Maravilha do Botafogo, e anulou um gol legal de Camanducaia, do Santos, determinando o empate na partida e o título ao Botafogo. O gol do Santos, de Marcelo Passos, também foi irregular, pois originou-se de um lance em que o lateral santista Capixaba conduziu a bola com a mão.
•Juventude x Botafogo - Final da Copa do Brasil de 1999.
Na primeira partida entre Juventude e Botafogo, na final da Copa do Brasil de 1999, Márcio anulou dois gols de Rodrigo do Botafogo, alegando falta no primeiro lance e impedimento no segundo, ambos inexistentes. O placar de 2x1 permitiu ao Juventude se sagrar campeão com um empate na segunda partida.
•Internacional x Corinthians - Returno do Campeonato Brasileiro de 2005.
No jogo decisivo do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2005, quando um pênalti não marcado para o Internacional determinou o resultado da partida contra o Corinthians. O goleiro do Corinthians, Fábio Costa, aplicou uma rasteira no jogador Tinga do Internacional. Além de não anotar o pênalti, Rezende expulsou o volante do Internacional. O placar final de 1 a 1 permitiu que o Corinthians permanecesse na liderança até a última rodada do Campeonato, quando o time paulista se sagrou como tetracampeão brasileiro de futebol. 
O ex-árbitro, no entanto, guarda boas recordações de seus tempos de apito. "Tive o prazer de dirigir a estréia da França na Copa do Mundo de 1998 contra a África do Sul (vitória francesa por 3 a 0) e a decisão do Mundial Interclubes de 1996 em que a Juventus de Turim bateu o River Plate por 1 a 0.
Apesar das polêmicas, Márcio Rezende de Freitas é um dos árbitros que mais apitaram jogos importantes e decisivos no Brasil. Honesto e honrado, teve má sorte em alguns momentos da carreira.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply