#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Os auxiliares de Rogério Ceni no São Paulo

Rogério Ceni terá três pessoas fundamentais para auxiliar o seu trabalho diário. Dentro de campo, o braço direito do ex-goleiro será o inglês Michael Beale. Os dois se aproximaram durante o curso que Rogério Ceni fez neste segundo semestre na FA (Football Association, entidade que gerencia a modalidade na Inglaterra). Ex-técnico do sub-23 do Liverpool, ele tem larga experiência com categorias de base. Entre 2003 e 2012, Beale trabalhou no desenvolvimento de jogadores do sub-14 do Chelsea. Na sequência, ele passou para o Liverpool, onde iniciou nos times sub-15 e sub-16. Com sucesso nessas equipes, Beale ganhou a chance de comandar o sub-23. Além do trabalho em campo, o inglês é um teórico do futebol. Ele escreveu nove livros sobre táticas e treinamento. Adepto de sistemas ofensivos, ele tem obras que apresentam 140 treinos de finalização e estratégias para formar um centroavante. Beale também conta com a licença A da Uefa para treinar equipes - diploma que Rogério Ceni ainda não teve tempo de conseguir. A expectativa é que ele ajude o ex-goleiro a intensificar o treinamento de fundamentos entre os jogadores e ajude na formação dos jovens que subiram das categorias de base.
Para superar as barreiras com o idioma, o assistente contará com a importante atuação de Charles Hembert. O francês será, neste primeiro momento, responsável por ajudar Beale no contato com os jogadores e deverá também contribuir com Rogério Ceni na gestão do trabalho. Hembert fala português de maneira fluente, além de dominar o inglês, o espanhol e o italiano. Em um segundo momento, o francês deve cuidar dos assuntos mais burocráticos e de logística da comissão. Antes de acertar com o São Paulo, ele trabalhava na Pitch International (empresa parceira comercial da CBF). Lá cuidava da parte logística e teve experiência em grandes eventos, como a Copa do Mundo. Rogério Ceni o conheceu neste ano, durante a Copa América Centenário, nos Estados Unidos.
O terceiro pilar de Rogério Ceni será Haroldo Lamounier. O preparador de goleiros conhece o ex-camisa 1 muito bem. No São Paulo, eles trabalharam juntos entre 2003 e 2015. Nesta última temporada, Haroldo passou para as categorias de base, em Cotia. Porém, em 2017, ele volta para a equipe profissional a convite de Rogério. Na comissão técnica permanente do clube, o ex-goleiro ainda vai contar com o coordenador Rene Weber, o assistente Pintado e o preparador físico José Mário Campeiz.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply