#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » Canetadas: Mitagem majestosa

O São Paulo iniciou a pré -temporada a frente dos seus rivais. Aqui ainda falo da reapresentação da equipe, dias antes de todos os rivais brasileiros, e com a disposição de realizar os primeiros treinamentos em preparação para a temporada deste ano, a primeira de Rogério Ceni a frente do clube do Morumbi. Os olhares se voltaram para a dúvida de como seria o maior ídolo da história do clube em uma outra função. Muitos jornalistas superlotaram o centro de treinamento onde em campo reduzido e com muita intensidade os comandados de Rogério Ceni foram mostrando o ambiente diferente pelo qual o elenco estava tomado. Os líderes dos grupinhos foram identificados e negociados, enfim o grupo parecia movido apenas pelo objetivo de honrar e ser vitorioso com as cores do Tri campeão mundial.
A chegada a Orlando também foi a frente de todos os outros brasileiros. Foram dias de apresentação dos reforços e de esclarecedores treinamentos. A dúvida pelo titular do gol se mescla em um rodízio pautado no respeito a Dênis, que esteve presente quando dele mais se precisou, após a aposentadoria do próprio Ceni, e, na opção por Sidão, que tecnicamente vive um melhor momento que o titular da temporada passada. Nas laterais, Bruno continua pela direita, sem sombras, já que Buffarini tem sido improvisado na esquerda, com a segunda opção pelo jovem Junior Tavares. O elenco tem muito bons zagueiros, sendo Rodrigo Caio e Maicon incontestáveis titulares e um revezamento quando o esquema com três zagueiros é usado, entre Breno e Douglas, além das opções de Lugano, um segundo técnico, Lucão e Lyanco. Os volantes usados foram os remanescentes Thiago Mendes, Wellington, João Shimitd e o recém promovido Araruna. Cícero, Cueva, Shaylon completaram boas opções no meio de campo, que serve um ataque repleto de velocistas, como Wellington Nem, Neilton, Luís Araújo, Chávez (que atua melhor pela ponta esquerda do que centralizado), mas com a ausência de um centroavante de fato, aquele fazedor de gols que toda boa equipe necessita, característica ainda não vista em Gilberto ou no jovem Pedro.
A preparação para a semi-final parecia vislumbrar um duelo dos mais catimbeiros. Assim foi enfrentar o River Plate logo na estréia de Rogério Ceni. As recordações eram as melhores, afinal ainda exalava na memória do torcedor tricolor os últimos confrontos onde o clube brasileiro saiu vitorioso. E não foi diferente desta vez. Mas com uma dose extra de sofrimento. Os pênaltis defendidos por Sidão corrigiram o erro do ainda mais contestado Wesley, que perdeu a sua cobrança. O espírito vencedor estava de volta ao maior campeão de torneios internacionais do futebol brasileiro. A final foi um duelo de Majestoso. Pela frente o Corinthians do jovem Fábio Carille, e após um jogo onde o placar novamente foi de 0 x 0, os pênaltis eram a solução para se conhecer o primeiro campeão do ano no futebol brasileiro. Maicon e Kazim não estariam nas cobranças, pois haviam sido expulsos anteriormente por uma troca de ofensas e a chegada às vias de fato. O São Paulino aliás disse que o que era do turco estava guardado. Mas nem o mais pessimista Corinthiano imaginava que o reservado para o final do espetáculo era mais a vez a consagração de Sidão. Ele defendeu duas cobranças e levou aos céus o agradecimento pela maior noite de Rogério Ceni como treinador, o sábado onde ele pode devolver ao torcedor São Paulino a felicidade de soltar o grito de campeão.
A Flórida Cup se não é parâmetro para a temporada, revela sim que o trabalho começou sendo muito bem feito, por quem ama o São Paulo e não dará menos do que a própria vida para que todos os finais sejam tão majestosos como este. A estrela de Rogério, o maior goleiro da história do futebol mundial, resplandeceu em Sidão, eleito o melhor jogador do torneio, e mostrou passos seguros de quem sabe que precisa estar cercado de boas pessoas, para mais uma vez mitar na história já tão gloriosa do vermelho, preto e branco. A festa foi completada com o aniversário do mais novo treinador no dia seguinte, em 44 anos de vitórias, sendo a mais recente e as maiores delas sobre o mesmo clube de Itaquera.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply