#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » "Estou feliz", afirma Thiago Ribeiro em entrevista ao site do Santos

Thiago Ribeiro falou ao site oficial do Santos nessa volta ao clube, após ser emprestado ao Atlético (MG) e ao Bahia nas duas últimas temporadas. Abre Aspas:
“O Santos FC é um clube muito grande, que eu já conheço. Sei bem como é essa cobrança. Fico feliz, primeiro de tudo, por retornar. Tenho esse ano de contrato. Estou feliz também pela confiança que o Dorival demonstra, não somente em mim, mas no elenco como um todo. Espero fazer um grande ano. Graças a Deus estou feliz, recuperado de todos os problemas que passei nestes dois últimos anos. Foram bem difíceis, mas estou bastante feliz, motivado e com muita vontade de entrar em campo e contribuir com o Santos FC, ajudando em todas as competições que disputar.
A depressão começou no final de 2014, quando ainda estava no Santos FC. Fiquei quase três meses afastado, treinando na academia. Os treinos eram leves, perdi muito peso, todo o preparo físico. Apenas com poucos minutos de trote já me cansava, sentia o desgaste. Isso me afetou muito ao longo destes dois últimos anos. Como todos sabem, no começo de 2015 fui para o Atlético (MG) e estava um pouco melhor, mas, ainda sim, longe da situação normal. Consegui fazer uma temporada boa, fiz gols, mas não tinha aquela alegria. Não digo só profissionalmente falando, de jogar, de treinar, digo na vida num todo. Foi muito difícil pra mim. Começou de uma hora para outra, veio subitamente. Pessoas me perguntaram sobre algum problema familiar, mas não teve. Procurei me apegar em Deus, buscando forças Nele, sabendo que Ele poderia me tirar da situação. Hoje, dois anos e três meses depois, posso dizer tranquilamente que estou recuperado, graças a Deus. Por isso que hoje eu falo abertamente. Não me incomoda nenhum pouco responder sobre isso. Hoje estou feliz, motivado e com vontade de entrar em campo para mostrar o potencial que mostrei em todos os clubes que passei.
Libertadores é um campeonato especial. Joguei cinco ou seis Libertadores. É um campeonato realmente diferente. Todo clube quer jogar. É a competição que o torcedor mais demonstra apreensão e desejo de vencer. Eu por, duas vezes, bati na trave. Perdi em 2009, com o Cruzeiro, e em 2006, com o São Paulo. Em 2010 cheguei a ser artilheiro, pelo Cruzeiro. Quero esse gostinho de vencer a Libertadores. E o Santos FC é tricampeão, está em busca do quarto título. É um time com muita tradição. Espero ter oportunidade de jogar e ajudar, contribuir da melhor maneira possível. Meu maior desejo e sonho neste ano é esse. Conseguir um título como a Libertadores. É o que falta. Acredito que pelo trabalho que a gente vem desenvolvendo e pela capacidade do Dorival, temos tudo para fazer uma grande Libertadores”.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply