#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Sempre ele: Fumagol decide para o Bugre

Parece que estamos em 2016, 2015, 2014, 2013. Os anos não passam para Fumagali e ele continua a decidir as partidas por onde passa. Hoje ele marcou os dois gols da vitória do Guarani sobre o Oeste, na sua mais tradicional casa, o Brinco de Ouro da Princesa. Após esta manhã de sábado vitoriosa, o Bugre volta à campo na próxima quarta-feira (01), diante do Bragantino, em Bragança Paulista. Com o resultado o alviverde ocupa, momentaneamente, a primeira colocação da Série A2.
O técnico algoz do Guarani na final da série C do Brasileiro em 2016, ainda pelo Boa Esporte, agora mudou de lado e está no Campeão Brasileiro de 1978. Ney da Matta mandou a campo: Luis Henrique; Lenon, Philipe Maia, Diego Jussani e Gilton; Auremir, Escobar, Marcinho, Fumagalli e Uederson; Philipe Maia. O sol da manhã era intenso e o Bugre começou desatento, logo no aos 2′, Mazinho invadiu a área pela esquerda e finalizou com agressividade, assustando o goleiro Luis Henrique. Aos poucos o Guarani foi se adaptando à partida. Melhor postado, o Guarani contou com uma entrada estabanada do lateral Cleidson em cima de Uederson, dentro da área, para abrir o placar. Como de praxe, Fumagalli, converteu para o Bugre e anotou seu 82º com a camisa do clube, aos 6′. O gol deu tranquilidade ao time e o Guarani explorava os espaços deixados pelo adversário e tinha como válvula de escape os corredores. Gilton, aos 33′, cruzou para Fumagalli, o meia dominou, dentro da área, e na hora de arrematar foi travado por Lino, assim o placar da primeira etapa terminou com o Bugre em vantagem.
No segundo tempo o Bugre só foi exigido aos 21′. Na melhor oportunidade do Oeste, Erick cabeceou firme e Luis Henrique fez um milagre para salvar o Guarani do gol de empate. O susto fez o técnico Ney da Matta mexer na equipe, entraram: Denis, Renato e Evandro nos lugares de Marcinho, Lenon e Braian Samudio. Aos 78 minutos de partida os torcedores presentes no Brinco fizeram um minuto de aplausos em pé, em homenagem ao maior treinador de todos os tempos do Guarani: Carlos Alberto Silva. A emoção tomou conta do Estádio, o árbitro Thiago Duarte Peixoto também paralisou a partida e todos os atletas aplaudiram sob o grito de: “É Campeão”, vindo das arquibancadas. Em campo, de tanto insistir o Bugre marcou: aos 40′, Renato foi à linha de fundo e cruzou para trás, Fumagalli, na hora e no lugar certo, ampliou o marcador. Ainda houve tempo do Oeste descontar, aos 49′, Da Matta arriscou de fora da área e contou com o azar de Luis Henrique. A bola quicou antes do goleiro e acabou entrando. 

FICHA TÉCNICA
Guarani Futebol Clube x Oeste Futebol Clube
Estádio Brinco de Ouro, em Campinas
Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto, Danilo Ricardo Simon Manis, Herman Brumel Vani
Gols: Fumagalli, aos 6′, 1º T e aos 40′, 2ºT, Da Matta, aos 49′, 2ºT
Cartões Amarelos: Philipe Maia
Cartão Vermelho: –
Público e Renda: 3.078 – R$ 46.235,00

Guarani
Luis Henrique; Lenon (Evandro), Philipe Maia, Jussani e Gilton; Escobar, Auremir, Marcinho (Renato), Fumagalli e Uederson (Denis); Braian Samudio.
Técnico: Ney da Matta

Oeste Futebol Clube 
Rodolfo; Reginaldo, Jailton, Lino e Cleidson; Bruno Barra, Robert, Mazinho e Lídio; Thiago Adan e Erick.
Técnico: Vilson Taddei

Créditos da Imagem: Luis Cardoso / Guarani Press

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply