#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Canetadas: Em dia de Parabéns, falta apenas a cereja do bolo

As oitavas de finais da Champions League começaram com uma partida surpreendente. O PSG fez do Parc Des Prince um verdadeiro salão de festas para celebrar os aniversariantes Di Maria e Cavani, que tornaram as redes um celeiro para distribuir presentes. A rivalidade entre os clubes no Mata-Mata da competição vem dos últimos cinco anos e três encontros, sempre com o Barcelona saindo vencedor. Mas hoje a história começou a mudar. E logo de goleada. Foram quatro gols franceses contra nenhum dos catalães e a promessa de uma partida impossível de não ser assistida na volta em Março.

O esquema tático do PSG se pareceu muito com o do visitante em tempos áureos, consagrando a posse de bola como fator decisivo para se chegar ao gol adversário. Parece ter chegado a hora do Paris deixar para trás fantasmas que o assombram quando as decisões chegam e certamente passou da hora de o Barcelona rever muita coisa. Hoje apenas Neymar foi faísca de gol, enquanto Messi foi decisivo para a derrota, sendo anulado taticamente e falhando em lances que proporcionaram contra ataques de gol dos mandantes. Unaí Emery desfilou a sua experiência em competições internacionais e mostrou aos seus comandados a importância de sufocar a saída de bola, ponto fraco do Barça durante toda a temporada, e de transformar as chances criadas em gol, sem descuidar do gol fora, que não foi levado.

Marquinhos se mostra cada vez mais a vontade com a camisa do PSG e tem ao lado de Thiago Silva o domínio de todas as ações da zaga, mas hoje se virou com Kimpembe substituto em uma fogueira do brasileiro, vetado minutos antes da partida. Lucas também entrou, e se assistiu pós jogo a transmissão do EI Maxx ouviu de Tite que ele é um excelente jogador para ir para cima dos adversários e está sendo observado, mas também lembrou que a concorrência é forte, assim como no clube. Hoje ele entrou no lugar da estrela da noite Di Maria, e na seleção teria Neymar, Willian, Douglas Costa em disputa pela vaga. Os aniversariantes após a partida tiveram bolo para celebrar a festa, mas ela já estava quase completa. A cereja é a classificação. As semanas aguardam o último duelo entre rivais acostumados a decisões.


FICHA TÉCNICA

PSG 4 x 0 Barcelona


Local: Parc des Princes, Paris (França)

Data: 14/02/2017

Horário: 17h45 (de Brasília)

Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia)


Gols: Di María, aos 18, e Draxler, aos 40 minutos do 1º tempo; Di María, aos 9, e Cavani, aos 27 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos: Rabiot (PSG); André Gomes, Busquets e Rafinha (Barcelona)


PSG: Trapp; Meunier, Marquinhos, Kimpembe e Kurzawa; Rabiot, Verratti (Nkunku) e Matuidi; Di María (Lucas), Cavani e Draxler (Pastore). Técnico: Unai Emery


Barcelona: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti e Jordi Alba; Busquets, André Gomes (Rafinha) e Iniesta (Rakitic); Messi, Suárez e Neymar. Técnico: Luis Enrique

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply