#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » » Canetadas: Santos é o favorito ao título paulista

O campeonato paulista começa nesta Sexta-Feira com o atual campeão Santos em campo. As 21hrs a equipe da baixada enfrenta a Linense, em partida incomum, afinal nos anos anteriores o primeiro duelo era entre o Campeão da série A1 do ano anterior contra o Campeão da Série A2, que obteve o acesso. Mas deve ser comum a anos anteriores o resultado final. Final. Essa palavra o Santos conhece muito bem quando se trata do estadual mais disputado do Brasil. Acostumado as decisões é muito difícil imaginar a equipe comandada por Dorival Júnior fora de uma disputa como as que antecederam esta temporada. Toda a base foi mantida, inclusive com Lucas Lima, após tentadora proposta da China, além de reforços importantes como Leandro Donizete, Cléber e Bruno Henrique. Mas Dorival terá que mostrar saber conciliar a disputa de duas competições simultâneas, algo que não soube em 2015 na disputa da Copa do Brasil e o BR15 e em 2016 nas mesmas competições. Na primeira citação o Peixe abdicou de buscar a vaga na Libertadores pelo Brasileiro e também não chegou ao título pela Copa, e no ano passado quando centrou as suas forças no BR16, foi eliminado vergonhosamente pelo Inter.
O Palmeiras chega ao Campeonato Paulista com a certeza de um elenco muito competitivo para as diversas chances de títulos que possui, mas com a incógnita do comando de Eduardo Baptista. O treinador que chega da Ponte-Preta irá disputar o seu primeiro campeonato paulista, com a sombra enorme do peso de uma Libertadores que parece obrigação na academia de futebol. Certamente a prioridade será pela copa mais importante da América. Não deve fazer frente ao DNA de estaduais que o Santos possui. O São Paulo, agora de Rogério Ceni, tem como principal referência a vontade de acertar, o amor do treinador dedicado a levar o clube novamente ao caminho dos títulos, a paciência da torcida com os primeiros resultados e um alívio momentaneamente dado pela conquista da Flórida Cup. Mas tudo se contrapõe a posições ainda carentes no elenco, como a lateral esquerda e o ataque (centroavante) e as incertezas do quanto o título que não vem desde 2005 poderá retornar ao Morumbi. O Corinthians por sua vez remontou o elenco com jogadores mais identificados por sua raça do que pela qualidade técnica, como Felipe Bastos, Kazim, Jô e Gabriel. A incerteza de Fabio Carille no comando técnico é a mesma da fragilidade da diretoria comandada por Roberto Andrade. Em campo, com a maestria de Jadson, tudo poderá ser diferente. Com a paixão da Fiel, tudo poderá ficar louco novamente.
O interior vem alicerçado na incógnita. A referência mais lembrada para bons resultados é ainda a Ponte-Preta, a alguns anos a quinta força do estado de São Paulo. Para não se diferenciar dos grandes, a macaca faz uma aposta em seu treinador. Felipe Moreira, filho do ídolo Março Aurélio, comanda pela primeira vez, como treinador efetivado, a equipe de Campinas. Os reforços passam pela manutenção da base, de boa campanha no BR16, como Willian Potcker e Aranha. Os pesadelos da torcida ainda passam por Fábio Ferreira e Cadu na zaga e apenas Ravanelli, garoto da base, no setor de meio de campo. O Audax por sua vez manteve Fernando Diniz no comando da equipe, mas dificilmente repetirá a campanha do vice campeonato paulista do ano de 2016. As demais equipes ficam apenas no sonho de uma boa campanha ou quem sabe de repetir a saudosa final caipira.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply