#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Em decisões relâmpagas, sai Ney da Matta e entra Maurício Barbieri no Guarani

A diretoria do Guarani surpreendeu mais uma vez e apenas o tempo dirá se foi positiva ou negativamente. Sem o voto favorável do presidente Orley Senna, a diretoria em sua maioria apresentou ao treinador Ney da Matta a decisão de não contar mais com o seu trabalho. Ele concordou e juntamente a comissão técnica que havia trazido saiu deixando os votos de felicidades ao elenco que em seu entendimento está pronto para o acesso a série A1 ao final do Campeonato Paulista. Com seis partidas disputas Ney obteve mais de 55% de aproveitamento, sendo 3 vitórias, 1 empate e duas derrotas e 10 pontos na série A2 do Paulista.
Mauricio Barbieri assume na Segunda-feira os trabalhos a frente da equipe campineira.
Formado em Esporte na USP, fez estágio no Porto, campeão da Europa de 2004 sob o comando de José Mourinho. Lá, aprendeu a teoria que levou o seu Red Bull ao mata-mata do Paulista na estreia do time na primeira divisão em 2015. Abre Aspas a época para o treinador:
"Foi na época que eles [Porto] foram campeões da Champions League. Meu estágio foi essencialmente na base. Tive pouco contato com a equipe profissional e com o Mourinho em si. Tive contato com a filosofia de trabalho, com profissionais que seguiam a mesma linha e eram cabeças da metodologia que o Mourinho estava utilizando na época. Isso para mim abriu muitos horizontes, me fez repensar em muitas coisas com as quais eu não tinha contato aqui no Brasil".
Na época, Barbieri tinha só 22 anos. Foi para Porto por conta de uma parceria da USP com uma universidade portuguesa e, no meio do caminho, arrumou um estágio na base do clube. Naquele ano, o time de Mourinho derrubou Manchester United, Lyon, La Coruña e todos os outros gigantes do continente ao levantar a taça da Liga dos Campeões em um duelo contra o Monaco. Depois de beber na fonte dos portugueses, Barbieri voltou ao Brasil e iniciou no antigo Pão de Açúcar, que depois viraria Audax. Foi de estagiário da preparação física a treinador da franquia carioca da equipe. Seu ápice foi em 2013, quando conseguiu o acesso à primeira divisão do Rio de Janeiro. Depois seguiu seu trabalho no Red Bull, mudou para a equipe bancada pela marca de energéticos no ano de 2014, quando conseguiu subir à primeira divisão paulista. Na primeira experiência na elite em 2015, Barbieri viu seu time se destacar. Sem grandes estrelas, o Red Bull somou 24 pontos em 14 jogos. Chegou a empatar com o Corinthians e vencer o Palmeiras, parou apenas no  São Paulo nas Quartas de Finais.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply