#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Em duelo de santos, um Lucas Pratto endiabrado

Se o público não foi como os anteriores, podemos dizer que o futebol menos ainda. Com exceção da zaga que permaneceu levando a inacreditável média de dois gols por partida. Assim, apenas um artilheiro de três gols em duas partidas para resolver, e Lucas Pratto vai cada vez mais caindo nas graças da torcida Tricolor com garra, marcação e passes refinados. O argentino recém chegado assumiu a titularidade logo nos primeiros minutos e vem fazendo boas tabelas com o também gringo Cueva e o promissor Luiz Araújo. A noite foi das mais difíceis e contra o lanterna isolado da competição. 
O São Bento marcou nesta noite apenas o seu segundo gol no Campeonato Paulista. Após uma afastada de bola estilo God Of Zaga de Maicon, o escanteio foi cobrado pelo ex Grêmio, Itaqui, preciso na cabeça do bom zagueiro Pity, que contou com uma falha bisonha de Rodrigo Caio, sequer subindo para a bola. A partir deste lance o velho futebol tomou conta do visitante. Como iria dizer na saída para o intervalo o lateral esquerdo Denner, o "São Bento começou a se comportar como time pequeno e recuou". O Tricolor atacou com boas chances perdidas por Cueva, mas não por Pratto. Ele recebeu um cruzamento açucarado de Luiz Araújo e destilou a sua classe marcando um golaço. O menino da base Tricolor depois se derreteria em elogios ao argentino dizendo que quando um atacante de ponta vê o camisa 14 na área é impossível não cruzar a bola. Foi de peixinho que ele fez a menina beijar a trave do goleiro Rodrigo Viana e balançar as redes. Tudo empatado. Mas não suficiente. Foi o mesmo Pratto que virou a partida para o Tricolor em mais uma jogada aérea. Junior Tavares o serviu para que ele resvalasse de cabeça para o fundo do gol adversário. Mas ainda haveria emoção.
O São Bento chegou ao gol de empate com mais uma falha da zaga São Paulina. Agora em dose dupla. Régis recebeu a bola de Renan Mota e passou como quis por Bruno e Maicon, para fuzilar o gol de Sidão. Com poucos minutos restando e já sem Luiz Araújo, foi o seu substituto que acabou iniciando a decisão da partida. Chávez entrou e sofreu um pênalti contestado por Pity, que ao sair de campo negou mal futebol da equipe e atribuiu as derrotas a erros de arbitragem. A torcida pediu Lucas Pratto para um terceiro gol, mas Cueva foi quem bateu, no canto esquerdo enquanto Rodrigo caiu para o lado direito. A festa estava completa para Araruna entrar e comemorar com os outros dez são paulinos em campo e os milhares pelo Brasil mais uma vitória dos comandados de Rogério Ceni.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X SÃO BENTO
Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo, no Morumbi, em São Paulo
Data: 21 de fevereiro de 2017, terça-feira
Horário: 20h30 horas (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Daniel Luis Marques
Gols: Pitty (0-1), Pratto (1-1), Pratto (2-1), Regis (2-2), Cueva (3-2)
SÃO PAULO: Sidão, Buffarini, Rodrigo Caio, Maicon e Junior (Bruno); João Schmidt, Thiago Mendes, Cícero e Cueva (Araruna), Luiz Araújo (Chavez) e Lucas Pratto
Técnico: Rogério Ceni
SÃO BENTO: Rodrigo Viana; Regis, Pitty, Gabriel Santos e Denner; Fábio Bahia, Itaqui, Leandro Melo (Magrão) e Giovanni (Rodrigo Dantas); Renan Mota e Guilherme Queiroz (Bebeto).
Técnico: Paulo Roberto Santos

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply