#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Máquina do Tempo: Um colombiano de história pelo Palmeiras

O Palmeiras deve oficialmente anunciar nos próximos dias a contratação de Borja para o ataque do clube, ele que será o sétimo colombiano a vestir a camisa do clube, ainda não tem história para contar no alvi-verde, mas um outro conterrâneo de gola da camisa pra cima, andar cheio de marra no gramado e uma carreira fora de campo pra lá de polêmica deixou a sua marca na academia de futebol. O colombiano Faustino Asprilla é daqueles que podem entrar para a lista dos maiores "malucos da bola" que o futebol já mostrou ao mundo. Com perfil vaidoso e polêmico, o ex-atacante do Palmeiras, Fluminense, Parma e Newcastle-ING, já recebeu até uma proposta inusitada, de acordo com a imprensa colombiana: ser estrela de um filme pornô. Asprilla negou que a oferta, no valor de R$ 23 mil, tenha sido séria, mas revelou um desejo de fazer esse tipo de filme com uma pessoa especial. E é bom ela ficar atenta se cruzar com o "Rei do Gatilho". "Se for com a Juliana Paes eu faço. Não penso duas vezes;  jamais negarei. Ela é uma morena linda, espetacular", revelou a imprensa local.
Contracenar com Juliana Paes ainda é um sonho distante. A realidade de Asprilla é bem diferente. O ex-jogador fundou um time que só existe em categorias de base e tem como intenção revelar atletas. O nome é tão curioso quanto ele. Se chama Club Atlético Faustino Asprilla. O clube trabalha com garotos de 17, 18 anos e disputa o sub-17, sub-18 e sub-20 na Colômbia. Mas antes fosse essa a sua maior polêmica. Ele tem fama de "Rei do Gatilho" por diversas polêmicas com armas de fogo.
O dono de uma marca de preservativos, também já teve decretada ordem de prisão em 2000, na Colômbia, após chegar embriagado a uma balada e disparar tiros dentro do local. Sete anos antes, foi acusado de atirar em um hotel na turística cidade de Cartagena, também em seu país. Tudo porque, supostamente, queria que uma moça dançasse mais. Em 2008, foi acusado por fazendeiros vizinhos de dar tiros de fuzil em uma região agrária. E se acha que as aventuras no tiroteio ficam apenas nos momentos privados, está enganado. Em 2003, quando jogava no Universidad de Chile, foi noticiado que deu dois tiros pro alto num treino como forma de "estimular" os companheiros. 
Agora a missão de Asprilla agora é revelar garotos e instruí-los e tem dito que não transmite seu jeito bonachão de ser e dá dicas até para os jovens procurarem padres e terem uma vida regrada. Asprilla defendeu a seleção da Colômbia nas Copas de 1994 e 1998 e foi um dos destaques da equipe que goleou a Argentina em um histórico 5 a 0 em pleno Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. Ele fez dois gols e participou de várias outras jogadas que desconcertaram os argentinos. O torcedor Palmeirense espera que Borja seja tão efetivo em campo quanto Asprilla polemizou fora dele.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply