#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » UFC 208: O Campeão voltou!

Os 41 anos de idade de Anderson Silva não pesaram contra a juventude e o porte físico de Derek Brunson. Sem vencer desde 2012, a madrugada foi de lampejos dos seus grandes momentos, por meio de chutes rodados e domínio no octógono. A vitória por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27) na co-luta principal do UFC 208, no Brooklyn, em Nova York, levou o brasileiro a quebrar o jejum de quatro anos e quatro meses e o recolocou no caminho trilhado desde o início de sua trajetória na modalidade. Como de habitual, Anderson pareceu se divertir no octógono e, antes mesmo de ouvir seu nome ser anunciado como vencedor, sentou-se ao lado do adversário e o abraçou. Quando Bruce Buffer anunciou o resultado final, o brasileiro se emocionou, talvez, em um misto de felicidade e alívio. Abre Aspas:
"- Primeiro de tudo, obrigado por virem aqui hoje. Muito obrigado ao UFC e aos meus amigos, minha família e meus filhos. Primeiro de tudo, Deus. Eu trabalhei muito durante muito tempo para lutar aqui. Coloco sempre meu coração. Às vezes tenho uma dor nas pernas, nas costas, às vezes procuro minha família e digo que vou treinar por três ou quatro meses, e agora quando venho para uma luta, venho para proporcionar isso a todos e dar o meu melhor. Desculpem, pois sei que estou muito velho para lutar, todo mundo aqui é mais novo, mais forte, mas eu fiz isso aqui com o meu coração. Quando eu venho aqui dentro do octógono, coloco toda a minha vida aqui dentro. Respeito todo mundo aqui, respeito os fãs e venho aqui para lutar feliz, pois amo o meu trabalho, amo o UFC, meus fãs no mundo e, por muito tempo sonhei em lutar em Nova York, eu nem acredito que isso aconteceu. Obrigado!"

Confira os resultados completos do UFC 208:

CARD PRINCIPAL
Germaine De Randamie venceu Holly Holm por decisão unânime (triplo 48-47)
Anderson Silva venceu Derek Brunson por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Ronaldo Jacaré venceu Tim Boestch por finalização aos 3m41s do R1
Glover Teixeira venceu Jared Cannonier por decisão unânime (triplo 30-26)
Dustin Poirier venceu Jim Miller por decisão majoritária (28-28, 30-27 e 29-28)
CARD PRELIMINAR
Belal Muhammad venceu Randy Brown por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Wilson Reis venceu Yuta Sasaki por decisão (triplo 29-28)
Islam Makhachev venceu Nik Lentz por decisão unânime (30-25, 30-25 e 30-27)
Rick Glenn venceu Phillipe Nover por decisão dividida (27-30, 29-28 e 29-28)
Ryan LaFlare venceu Roan Jucão por decisão unânime (30-26, 30-27 e 29-28)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply