#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Um Marcinho jogando sozinho não faz verão

Uma equipe que viveu apenas de um jogador. Assim o foi o Guarani. Apenas Marcinho teve uma boa atuação e pode ser de longe considerado o melhor em campo. Campo encharcado. Pesado. Cruel para a eficiência da bola parada do maestro Fumagalli, que hoje não foi Fumagol. Ficou na trave e assim o Guarani conheceu o seu primeiro empate no Campeonato Paulista da Série A2 dentro do Estádio Brinco de Ouro da Princesa, mas impediu que o São Caetano continuasse com 100% de aproveitamento e assumisse a liderança isolada no empate sem gols na noite desta segunda-feira, pela terceira rodada. No fim, o Bugre deixou o campo sob vaias dos corajosos e impacientes torcedores que compareceram a chuvosa arquibancada do único campeão do interior. 
O resultado colocou o time campineiro na 11ª colocação, com quatro pontos, contra sete do São Caetano, que termina a rodada na terceira posição, perdendo para Rio Claro e Bragantino apenas pelos critérios de desempate. Fumagalli, assim como toda a equipe verde foram bem marcados e não surgiu espaço para surpreender o São Caetano. A melhor chance de gol na primeira etapa foi aos 30 minutos, pelo lado do São Caetano. Em cobrança de falta de Francisco Alex, Leandro Santos salvou o Guarani ao espalmar a bola para fora. O meia, inclusive, chamou a responsabilidade e tentou guiar o time do ABC Paulista, mas faltou capricho para acertar o chamado último passe. Fumagalli ainda cobrou uma falta nas mãos de Lucas Frigeli, que sofreu falta de Ferreira e assim se findou o lance.
No segundo tempo aos quatro minutos, a bola foi alçada na área do São Caetano, a defesa parou e deixou a bola viva na marca do pênalti. Rogério tentou o chute, mas foi travado por Lucas Frigeli, que chegou a tempo para afastar o perigo. Aos nove minutos Elias aproveitou a sobra dentro da área e chutou para grande defesa de Leandro Santos. A última esperança do Guaraní foi aos 43 minutos quando Marcinho arriscou de longe, mas parou no camisa 1 do São Caetano, assegurando assim o resultado. Na próxima rodada, o Guarani enfrenta o Rio Preto no sábado, às 19h, no Estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto tentando mais Marcinhos para sonhar em alçar vôos rumo ao acesso.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply