#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » A altitude de La Paz que pode derrubar Bauza

O tombo que Edgardo Bauza levou ao chegar ao estádio Hernando Siles não seria o maior que ele poderia ter sofrido nesta noite. A derrota para a Bolívia por 2 a 0 coloca muita pressão sobre o comandante argentino e deixa a classificação para o Mundial de 2018 ameaçada, ainda mais com a vitória do Chile sobre a Venezuela, em partida que ocorreu em seguida. Mas às justas desculpas já estavam prontas por Paton. A seleção argentina entrou em campo nesta terça-feira contra a Bolívia, em La Paz sem Lionel Messi, o craque foi suspenso por quatro jogos pela Fifa por desacatar o árbitro auxiliar brasileiro Emerson Augusto de Carvalho durante a vitória por 1 a 0 sobre o Chile, na última quinta-feira, em Buenos Aires. Diante da suspensão, o camisa 10 só voltará a representar seu país no próximo dia 10 de outubro, na última rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, contra o Equador, fora de casa.
Em campo a Bolívia começou o primeiro tempo melhor, sendo que aos quatro minutos Pablo Escobar desperdiçou boa chance ao não conseguir o domínio da bola depois que Funes Mori furou dentro da área. Em seguida, foi a vez de Marcelo Moreno cabecear para fora, assustando o goleiro Romero. Aos 14 minutos Arce não conseguiu alcançar a bola de Chumacero, que acionou seu companheiro após ser bloqueado na área. Já aos 17 Raúl Castro exigiu boa defesa de Romero. Aos 26 minutos o primeiro ataque dos visitantes. Banega arriscou de longe, aproveitando a altitude, para assustar Lampe, que espalmou para fora. Depois foi a vez de Di María receber um presente de Correa, ficar cara a cara com o goleiro boliviano e chutar em cima do rival, desperdiçando a melhor oportunidade albiceleste no jogo. Aos 31 minutos enfim o merecido gol boliviano. Pablo Escobar jogou na área, Roncaglia não conseguiu cortar, e Arce cabeceou no canto para abrir o placar no estádio Hernando Siles. 
No segundo tempo a situação não mudou, e a Bolívia assumiu o comando da partida, chegando ao segundo gol aos sete minutos. Em jogada pela esquerda, Flores levou para a linha de fundo e acionou Marcelo Moreno, que dominou livre na área e bateu firme para estufar as redes. A Bolívia quase chegou ao terceiro gol novamente com Marcelo Moreno, que depois de corta-luz tentou finalizar na área, mas acabou bloqueado. Pratto até tentou empurrar a bola para as redes com um carrinho, aproveitando o arremate de Di Maria, mas não chegou a tempo. Depois foi Acuña quem quase marcou ao soltar uma pancada de fora da área, exigindo boa defesa de Lampe. Mesmo com a entrada de Aguero, a Argentina saiu de campo com a derrota que foi além das alturas que a altitude impôs aos comandados de Paton.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply