#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Almanaque do JEC: Gagliano Neto

Leonardo Gagliano Neto foi um locutor de rádio e comentarista esportivo brasileiro. Em 1938 fez história nas comunicações brasileiras, na Copa do Mundo de Futebol daquele ano, na França, como comentarista esportivo do Radio Club do Brasil. Através de aparelhos de rádio e alto-falantes instalados em parques e vias públicas em todo o país, ele entusiasmou a população brasileira com sua primeira transmissão de rádio ao vivo transatlântica . Em 5 de junho de 1938, o povo brasileiro viveu um momento histórico. Teve a chance de ouvir, pela primeira vez, uma partida de Copa do Mundo ao vivo. O Brasil venceu a Polônia na prorrogação por 6 x 5 naquela que seria a primeira transmissão do rádio brasileiro realizada de outro continente.
A missão de narrar as jogadas de Leônidas e companhia em solo francês coube ao pernambucano Leonardo Gagliano Neto.  Locutor – ou, como se dizia à época, “speaker” esportivo – da Rádio Clube do Brasil, localizada no Rio de Janeiro, ele já havia sido pioneiro um ano antes, quando, trabalhando na Rádio Cruzeiro do Sul, realizou a primeira transmissão de um jogo da Seleção Brasileira, durante o Sul-Americano de 1937, na Argentina. Na ocasião do jogo contra a Polônia, o presidente Getúlio Vargas, que considerava o rádio um instrumento fundamental no processo de transformação do futebol em símbolo de sucesso de seu governo, decretou feriado nacional e ordenou que fossem instalados alto-falantes nas praças e locais públicos para que os brasileiros pudessem contemplar a inédita  transmissão.
A Copa de 1938 foi a última antes da Segunda Guerra Mundial. Veio um jejum de 12 anos até que a Copa de 1950 fosse realizada no Brasil. Já então vivianos o apogeu do rádio e as transmissões esportivas recebiam enorme audiência nas vozes de locutores tão famosos quanto os ídolos do futebol.
(Com informações de Roberto Salvador)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply