#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Canetadas: Grande experiência para Ceni e um outro Palmeiras com Tchê Tchê

A partida desta tarde no Allianz Parque apresentou um bom espetáculo para quem gosta de futebol. De um lado o Palmeiras assumindo a função de mandante com ataques em alta velocidade e buscando manter o título de melhor defesa da competição. Do outro lado o novo São Paulo de Rogério Ceni, que tem o melhor ataque do campeonato e vem de uma vitória expressiva no último clássico contra o Santos, em plena Vila Belmiro. Os primeiros minutos de jogo mostraram um grande respeito entre as equipes, com intensa marcação e pela consequência de meios de campo povoados, longos lançamentos da defesa para o ataque, com inúmeras saídas de bola pela lateral e linha de fundo.
O São Paulo desde o início do jogo tinha muitas dificuldades para fazer a transição entre o meio e o ataque, muito por conta de um desfalque de última hora, o cérebro da equipe, o peruano Cueva. O setor de meio campo desequilibrou a partida. Rogério Ceni errou quando escalou quatro volantes de origem para iniciar o confronto, sendo dois de marcação, Jucilei e João Shimitd e dois de armação, Thiago Mendes e Cícero, isolando Luiz Araújo e Pratto no ataque, e não foram incomuns os lançamentos que resultaram em lances perigosos a favor do Palmeiras, como quando Buffarini tentou ligar a defesa e o ataque diretamente e deu início ao segundo gol do Palmeiras. Pratto passou a partida se superando, e não falo aqui do argentino ter jogado de nariz quebrado em boa parte dos 90 minutos, mas sim das inúmeras vezes que ele voltou para o centro do gramado marcar e recuperar a bola. Quando levou o primeiro gol em lance incomum, Ceni voltou a segunda etapa já sem Jucilei e depois abriu mais de João Shimitd, para ter respetivamente Wellington Nem e Lucas Fernandes, que meia de origem deveria ter iniciado o confronto. Abriu demais. Levou dois gols. Voltou com um volante de marcação quando optou por Araruna no lugar de Luiz Araújo. Detalhe que segundos antes de sofrer o terceiro gol tinha chamado Gilberto, para depois desistir e não arriscar ser isolado a pior defesa da competição. Hoje é, mas ao lado do Linense, com 17 gols sofridos. A derrota foi reconhecida por Ceni após a partida como fruto da superioridade do Palmeiras, um grande passo do caminho de se adquirir experiência que ele está trilhando.
O Palmeirense teve pela primeira vez a oportunidade de ver em campo a dupla Guerra e Borja juntos, a melhor da América em 2016. E o terceiro gol foi um trabalho conjunto da dupla colombiana, em assistência e finalização bem peculiares. Isso para não dizer que foi um trabalho triplo, a contar a colaboração de Dênis, que não consegue se firmar no gol do São Paulo exatamente pelas suas oscilações, segundos antes havia defendido de forma espetacular uma cabeçada de Borja. O meia Tchê Tchê voltou ao Palmeiras para dar um novo dinamismo a equipe, com a velocidade que talvez a equipe perca com Guerra. Desde a sua saída contra o Botafogo por lesão não se via um Palmeiras tão compactado como nesta tarde. O ex jogador do Audax é capaz de aproximar as linhas de meio e ataque com facilidade e ainda tem a perna ambidestria como um temor para os goleiros adversários. Ao lado ainda de Tchê Tchê está Dudu, que vem gerando pedidos de convocação constante para a seleção brasileira, ainda mais com a fase pouco empolgante de Willian, Douglas Costa e Lucas, concorrentes diretos na posição. A pressão sobre Eduardo Baptista, desmentida nas coletivas ficou evidente na loucura da comemoração do técnico nos gols. Na saída de campo Rodrigo Caio saiu afirmando que São Paulo e Palmeiras irão se reencontrar novamente. Verdade. Provavelmente nas Semifinais do Paulista. Os grupos B e C que ambos lideram terão os dois primeiros classificados de cada a se enfrentarem nas Quartas, o que hoje seria São Paulo x Linense e Palmeiras x São Bento, para na sequência em duas partidas ambas as equipes tirarem a nega.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply