#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Pelos gols levados, Ceni recua de futebol ofensivo e Tricolor empata mais uma

Quando a temporada se iniciou o São Paulo, de Rogério Ceni, foi se notabilizado por ser uma equipe ofensiva, com um DNA que segundo o técnico "era ofensivo, pois ele já estava cansado de se defender a carreira toda". Até contra o Audax, na estréia, a vitória não veio, mas o futebol jogado em busca do gol foi muito elogiado pelos torcedores e pelos analistas. Essa tônica se seguiu com placares elásticos ofensiva e defensivamente, independente do resultado. Então apareceu pela frente o Palmeiras e Ceni começou a cometer erros cruciais para essas quatro partidas sem vitórias que o Tricolor chegou nesta noite. O M1TO escalou uma equipe com quatro volantes buscando o empate, fato que foi quebrado pelo golaço de Dudu, onde o São Paulo teve que se abrir e foi goleado. Desde a ida ao Allianz Parque o Tricolor enfrentou o ABC na partida de volta da Copa do Brasil, o Ituano e o Botafogo pelo Paulista. Jogou mal e foi uma equipe de poucos gols sofridos e levados, ficando em três seguidos empates de 1 a 1. Parece o técnico ter preterido o futebol ofensivo em troca de amenizar as críticas pelos gols sofridos. 
O São Paulo, mais uma vez, saiu de campo sem uma vitória na noite desta quarta-feira (22). O Tricolor saiu na frente, mas cedeu o empate para o Botafogo-SP: 1 a 1, em Ribeirão Preto, em partida válida pela décima rodada do Campeonato Paulista. Gilberto fez para os são-paulinos, enquanto Kauê igualou para o time do interior.
Com o resultado, o São Paulo segue na liderança do Grupo B, com 16 pontos. Já o Botafogo-SP sobe para a segunda posição no Grupo A, com 13 pontos. Na próxima rodada, o Tricolor tem pela frente o clássico diante do Corinthians, no Morumbi, enquanto o Fogão visita o Red Bull Brasil.
Aos 5, Luiz Araújo mandou um chutaço no travessão, assustando o goleiro Neneca. Pouco depois, Thiago Mendes cruzou e Lugano desviou, fazendo a bola passar muito perto. E a pressão Tricolor deu certo. Na marca dos 21 minutos, Júnior Tavares fez o cruzamento e Gilberto testou firme para a rede. Já na etapa complementar, o Botafogo-SP foi melhor. O time da casa apertou e empatou aos 9 minutos. Franci encaixou grande passe para Kauê, que surgiu entre os zagueiros e tocou na saída de Renan Ribeiro. As mudanças de Ceni com as entradas de Lucas Fernandes (no lugar de Bruno com uma torção no tornozelo), de Chávez (no lugar de Gilberto) e de Jucilei (no lugar de Wellington Nem) não surtiram nenhum efeito e a classificação que começa a ficar ameaçada, vem com uma vitória sobre o Corinthians no domingo.

FICHA TÉCNICA 
BOTAFOGO-SP 1 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP) 
Data: 22 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília) 
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho 
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo
Público: 12.388 pagantes 
Renda: R$ 577.345,00 
Cartão Amarelo: Serginho, Bileu e Fernando Medeiros (Botafogo-SP); Bruno e Araruna (São Paulo) 
Gols:

SÃO PAULO: Gilberto, aos 20 minutos do 1º tempo 
BOTAFOGO-SP: Kauê, aos 8 minutos do 2º tempo

BOTAFOGO-SP: Neneca; Samuel Santos, Gualberto, Felipe e Serginho (Kauê); Marcão Silva, Bileu (Fernando Medeiros), Diego Pituca e Vitinho (Bernardo); Marcão e Francis 
Técnico: Moacir Júnior

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Bruno (Lucas Fernandes), Lucão, Lugano e Junior Tavares; João Schmidt, Araruna e Thiago Mendes, Wellington Nem (Jucilei), Luiz Araújo e Gilberto (Andres Chavez) 
Técnico: Rogério Ceni

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply