#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Ao mestre com carinho: Um ano sem Alberto Simões

"Os ponteiros não pararam Mestre Alberto. Estamos em 21 de Abril, dia que nunca mais será o mesmo, desde que ele o escolheu para si há um ano atrás, a data simbólica da páscoa de um grande historiador e um eterno sonhador das paixões que trazia em seu coração Paraense, de pulsar Joseense. Os ponteiros não param para aqueles que amam. E como amamos nos deliciarmos em ouvirmos as histórias do povo de Belém do Pará que nos contava nas datas marcantes de sua terra e da vontade de estar com eles. Obrigado por ter escolhido também estar conosco, primeiro passando por Campos do Jordão e depois se tornando um dos mais amados Joseenses que nossa história conheceu. Cidadão por título e por alma.
Ninguém conheceu mais as histórias, as entranhas e os segredos do Martins Pereira do que você. Ali foi sua casa por tantas jornadas inesquecíveis, por inúmeros gritos emocionantes de que “a bola está na zona do agrião, há raios e trovoadas, há perigo por perto, é gol do São José no Martins Pereira, a menina está lá dentro, me conta Valtencir Vicente a história desse gol”. A “latinha” tem saudades do criador do “Parada dos Esportes”, que há mais de 52 anos, fez do horário das 18h a referência em notícias do Vale do Paraiba, a malha tem saudades de estar no grande rádio esportivo. Fabiola Molina e Edwar Simões não são mais por sua voz lembrados como os maiores esportistas que São José já teve, a Aceesp sente sua falta e ficamos esperançosos do livro sobre os grandes nomes do esporte na cidade que iria escrever. O basquete, que chamavas de “o novo amor da cidade” não mais pulsa no “caldeirão”,  e “o palco iluminado da vermelhinha” sente a ausência da luz de tua existência. Mas recordamos na imensa saudade as tantas jornadas inesquecíveis com a sua transmissão, tantas vezes em pé na cabine e com a bandeira do Remo lá pendurada. Eram de “Chuá” que caiam as melhores bolas da “Águia do basquete”, pois “de três é mais bonito, de três é mais gostoso”. Os bordões, as emoções e a sua história voaram por todo o mundo contando as mais boas notícias de sua dignificante vida, quando fizestes a tua passagem. As lágrimas vieram, as lembranças são eternas e ficou a certeza de que aqueles como tu mestre, que amam jamais passam, para eles o relógio da eternidade não para nunca de apontar a direção sem fim.
O ano que hoje se completa de sua chegada a morada eterna foi repleta de páginas que a história de teus descendentes jamais irão esquecer. Inauguraram um parque no coração da zona norte da cidade que ficou marcado com o seu nome, uma singela homenagem a quem amava ser em vida, o nome gravado por onde passavam os capítulos da história de São José dos Campos. Nossa "Águia querida" desceu a série B do Paulista e "por pouco, muito pouco mesmo" não deixa de alçar vôos, mas esta nova administração iniciou com vitória a campanha a mais um acesso, de tantos que já narrastes. A política reservou os capítulos que apontam para uma mudança de consciência na corrupção, enquanto no esporte a nossa amarelinha retomou o patamar das vitórias, coroadas com o inédito ouro olímpico. O teu Verdão foi campeão brasileiro após mais de duas décadas e o Verdão que era do Oeste se tornou o de todo o país, quando enviou para junto de ti no céu aonde estás, 71 heróis que iam final da Copa Sul-Americana. O abraço que cobriu a todos é o mesmo que neste dia recobre o coração de todos os que sentem a sua falta. Incontável. Indescritível. Insubstituível.
Encerrar esta carta ao céu com alguma palavra pessoal é muito difícil, pois jamais estaremos prontos para nos despedir de ti Mestre Alberto. Então dou voz as suas palavras mais uma vez para que ecoem por todo o sempre nos corações daqueles que conheceram o “professor da galera”, o mais amado radialista de São José dos Campos. Assim ele sempre encerrava as suas transmissões: “A vida é um caminho, siga em frente, a vida é um presente de Deus!” Sua vida foi o nosso maior presente eterno amado Alberto! Te amamos para sempre em nossos corações e somos gratos pela sua existência que ultrapassa os limites do tempo e da história."

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply