#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Cruzeiro vence São Paulo pela Copa do Brasil

O clima no Morumbi era de Libertadores, um grande público de São Paulinos para o maior desafio do ano, a ausência do maior armador de jogadas pelo meio de campo, mas a decepção com um erro do principal jogador do elenco, contratado a semanas atrás por milhões de reais, jogo encerrado com uma derrota por 2 a 0 e a obrigação reverter o resultado na próxima semana fora de casa. Poderíamos aqui estarmos descrevendo a Semifinal da Libertadores de 2016, onde em um Morumbi abarrotado o São Paulo foi derrotado pelo Atlético Nacional por 2 a 0, após uma falha individual de Maicon, zagueiro contratado por milhões do Porto e expulso por agredir o adversário, em uma partida sem o meia armador Paulo Henrique Ganso, lesionado e de saída para o Sevilla, mas estamos a contando a partida contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. Com mais de 40 mil tricolores na noite gelada do Morumbi, a equipe comandada por Rogério Ceni foi derrotada pelo Cruzeiro por 2 a 0 na partida de ida da quarta fase da competição. Ainda sem Cueva, o São Paulo teve o algoz inicial do jogo em uma infelicidade de Lucas Pratto, a contratação mais cara da temporada, que marcou o primeiro gols Cruzeirense em uma cabeçada contra o próprio gol. Com maior posse de bola, cruzamentos na área e passes certos, faltou ao São Paulo finalizar ao gol, coisa que também o Cruzeiro não fez, ficando em uma retranca bem armada e típica das equipes de Mano Menezes, mas como disse Ceni após a partida, o acaso também faz parte do futebol. Com o resultado, o São Paulo volta a perder após oito jogos de invencibilidade e precisará vencer o Cruzeiro por três gols de diferença em Belo Horizonte para avançar às oitavas de final da Copa do Brasil. Caso devolva o placar, a vaga será definida nos pênaltis. O jogo de volta está marcado para a próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Mineirão.
O São Paulo começou tomando a iniciativa e tentou pressionar o Cruzeiro nos primeiros minutos da partida. Aos 19 minutos, Jucilei avançou, passou por três marcadores e deixou Luiz Araújo livre na esquerda. O atacante bateu cruzado em direção ao gol, mas Rafael conseguiu mandar para escanteio. Aos 37, Jucilei acionou Wellington Nem em contra-ataque, mas Rafael chegou antes e salvou o Cruzeiro. Mesmo com uma posse de bola de 63% no primeiro tempo, o São Paulo não conseguiu furar o bloqueio da equipe de Belo Horizonte.
Rogério Ceni rendeu um lance curioso na partida. Ao ver a bola saindo pela linha lateral de campo, o ex goleiro também presenciou a aproximação do zagueiro Cruzeirense Manoel, e logo segurou da área técnica a bola, e fintou o adversário para entregar a menina a Wellington Nem. A segunda etapa apresentou no São Paulo o meia Thomaz no lugar de Wellington Nem. Mal a substituição acabara de ser feita, o Cruzeiro abriu o placar. Aos 16 minutos, após cobrança de falta pela direita, Lucas Pratto testou contra o próprio gol ao tentar afastar o perigo. No primeiro lance depois do fatídico erro, o argentino quase se redimiu em cabeçada, que só resultou no empate porque Rafael caiu para fazer grande defesa. Mas, aos 24, após cobrança de falta pela esquerda, a zaga do Tricolor com Cícero falhou pelo alto e viu o volante Hudson subir e testar no canto direito de Renan Ribeiro, que foi pego de surpresa pelo cabeceio e não conseguiu evitar o segundo gol cruzeirense. Os cruzamentos finais para Pratto e Gilberto na área não mudaram o resultado final no Morumbi.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 X 2 CRUZEIRO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 13 de abril de 2016, quinta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (RS-Fifa)

Assistentes: Rafael da Silva Alves e Leirson Peng Martins (ambos do RS)

Público: 43.662 pagantes

Renda: R$ 1.065.916,00

Cartão Amarelo: Ariel Cabral e Ábila (Cruzeiro); Thiago Mendes (São Paulo)

Gols:

CRUZEIRO: Lucas Pratto (contra), aos 16 minutos do 2º tempo; Hudson, aos 24 minutos do 2º tempo

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini (Araruna), Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei, Cícero (Gilberto) e Thiago Mendes; Wellington Nem (Thomaz), Luiz Araújo e Lucas Pratto

Técnico: Rogério Ceni

CRUZEIRO: Rafael; Mayke, Leo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson (Lucas Romero), Ariel Cabral, Rafinha, De Arrascaeta e Thiago Neves (Alisson); Ramón Ábila (Raniel)

Técnico: Mano Menezes

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply