#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Ponte-Preta vence Palmeiras na primeira partida das Semifinais do Paulista

O Domingo de Páscoa não perdoaria se o resultado desta noite no Estádio Moisés Lucarelli não fosse chamado de cholate. A Ponte Preta recebeu o Palmeiras pela partida de ida das semifinais do Estadual e, com um primeiro tempo avassalador, fez 3 a 0 no atual campeão brasileiro. No final do jogo, William Pottker foi derrubado por Fernando Prass dentro da área, mas o árbitro não marcou a penalidade máxima. Com o resultado, a Ponte Preta pode até perder por dois gols de diferença que ainda assim garante presença na decisão do Campeonato Paulista. O Palmeiras precisa vencer com três gols a mais do que o rival. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 19 horas (de Brasília), no Palestra Itália.
A Ponte Preta começou partindo para cima do Palmeiras e abriu o placar antes do primeiro minuto. No ataque inicial, Lucca avançou pela direita e rolou no meio para Clayson, que arriscou de fora da área. A bola desviou em Edu Dracena e obrigou Fernando Prass a defender com o pé. Jadson ficou com o rebote e bateu cruzado para mais uma defesa de Prass com o pé. Jeferson ficou a sobra e mandou de novo para o gol. Antes de a bola entrar, William Pottker desviou de leve para marcar. Na marca de sete minutos, após contra-ataque em velocidade, Lucca ampliou a vantagem depois de receber passe na medida de William Pottker, ficar cara a cara com Fernando Prass e tocar na saída do goleiro palmeirense. A Ponte quase ampliou em chute de Clayson de fora da área. A bola passou perto do travessão de Prass. Na marca de 33 minutos, Clayson lançou na direita da área para Jeferson. Zé Roberto escorregou ao tentar intervir no lance e deixou o lateral alvinegro frente à frente com Prass, que nada pôde fazer para evitar o gol. 
O Palmeiras voltou para a etapa complementar com Michel Bastos aberto pela direita, no lugar de Guerra, e Willian mais centralizado, jogando perto de Borja. Aos 16 minutos, Fernando Bob lançou na direita para Jeferson, que cruzou para a área. Mina falhou na marcação e Lucca tentou o domínio, mas não conseguiu. O Verdão mudou a configuração novamente com a entrada de Róger Guedes aberto na direita, na vaga de Willian. Dessa forma, Michel Bastos foi para o lado esquerdo e Dudu ficou mais centralizado. O Palmeiras seguia insistindo no ataque e teve boa chance aos 20 minutos, em finalização de Mina da entrada da área. Aranha pegou sem dar rebote. Na sequência, Dudu apareceu pela direita e tentou cruzar rasteiro para Alecsandro, mas a bola foi muito forte. Elton recebeu em profundidade, nas costas da zaga, e bateu cruzado de pé esquerdo. Fernando Prass fez a defesa com tranquilidade. Aos 36, Lucca cobrou falta da esquerda, a bola passou por todo mundo na área e raspou a trave de Prass. A Ponte foi para o ataque e reclamou de pênalti de Fernando Prass em William Pottker, mas o árbitro não marcou. E o a goleada ainda foi pouco. Sábado que vem o duelo continua com as equipes tendo a semana inteira para preparação do último duelo que definirá o finalista do Campeonato Paulista.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 3 x 0 PALMEIRAS

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 16 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Tatiane Sacilotti Camargo e Daniel Paulo Ziolli (ambos de SP)
Público: 12.843 pagantes
Renda: R$ 376.645,00
Cartões amarelos: Jadson, Jeferson, Fernando Bob e Reynaldo (Ponte Preta); Thiago Santos, Borja e Mina (Palmeiras)

GOLS
PONTE PRETA: William Pottker, aos 37 segundos do primeiro tempo; Lucca, aos sete minutos do primeiro tempo; Jeferson, aos 33 minutos do primeiro tempo

PONTE PRETA: Aranha; Jeferson, Marllon, Yago e Reynaldo (Artur); Fernando Bob, Elton e Jadson (Wendel); Lucca, Clayson (Lins) e William Pottker
Técnico: Gilson Kleina

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo, Tchê Tchê e Guerra (Michel Bastos); Dudu, Willian (Róger Guedes) e Borja (Alecsandro)
Técnico: Eduardo Baptista

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply