#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » São Paulo empata na Argentina em estréia na Sul-Americana

A partida contra o Defensa y Justiça pela Copa Sul-Americana foi a primeira internacional do São Paulo sob o comando de Rogério Ceni, campeão da competição em 2012 como jogador pelo próprio clube do Morumbi e teve todos os ingredientes que uma partida entre brasileiros e argentinos costumam carregar em suas emoções. O tradicional canto embalado a tambores da torcida hermana dava o tom da partida desde antes mesmo de a bola rolar, no Estádio alternativo do Lanus, pela baixa capacidade de público da equipe mandante. O gramado não foi molhado antes de a bola rolar e foi de grande importância na deficiência técnica da partida, principalmente para os brasileiros, que usam por constantes vezes a velocidade. O esquema utilizado pelo treinador estreante foi o mesmo do adversário, um 3-5-2, que somente seria alterado no decorrer da partida e de forma inusitada, através de um bilhete entregue a Pratto, hoje capitão da equipe, e repassado aos demais atletas.
O método de trabalho de Rogério levou o tricolor ao ataque, mas sem descuidar da defesa, que não é vazada a três partidas, nas sete de invencibilidade somadas do São Paulo. A primeira chance foi da equipe brasileira. Aos 16 minutos, Wellington Nem recebeu lançamento na direita, ganhou do zagueiro e saiu na cara do goleiro. O atacante bateu chapado, com a esquerda, mas Arias se esticou todo e fez a defesa. O São Paulo chegou novamente com perigo aos 24 minutos, quando Pratto ganhou na dividida e, no meio de dois marcadores, encontrou Wellington Nem livre. Contudo, mais uma vez, o atacante desperdiçou uma oportunidade clara ao finalizar em cima do arqueiro. Aos 36 minutos, o atacante Stefanelli recebeu cruzamento da esquerda  e Breno desviou a cabeçada.
Para o segundo tempo, o técnico Rogério Ceni promoveu a entrada do meia Shaylon no lugar do zagueiro Breno, trocando o esquema 3-4-3 pelo 4-2-3-1. Aos 18 minutos, o atacante Ríos arriscou da intermediária e Denis fez apenas golpe de vista na bola que passou à esquerda de sua meta. Aos 21, o volante Gutiérrez, após cobrança de falta pela direita, aproveitou rebote, mas mandou para fora. Ceni mudou de novo: tirou o inoperante Chavez e colocou Junior Tavares, passando Buffarini para a lateral direita e Araruna para o meio. Mas logo o argentino levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Para garantir ao menos o empate, o treinador mandou Wellington a campo no lugar de Shaylon. Aos 40, o atacante Kaprof recebeu na esquerda e saiu na cara de Denis, que espalmou o chute para escanteio. Três minutos depois, a última chance da vitória: Wellington Nem disparou pela esquerda, saiu na cara do goleiro Arias, mas novamente falhou ao finalizar para fora. A decisão ficou para o Morumbi, no dia 11 de maio, na partida de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA
DEFENSA y JUSTICIA 0 X 0 SÃO PAULO
Local: La Fortaleza, Lanús (ARG)
Data-Hora: 5/4/2017 - 19h15
Árbitro: Jesús Valenzuela (VEN)
Auxiliares: Luis Sanchez (VEN) e Tulio Moreno (VEN)
Público/renda: Não disponíveis
Cartões amarelos: Castellani (DYJ), João Schmidt (SAO)
Cartões vermelhos: Buffarini, aos 29'/2ºT (após o 2º amarelo)
Gols: -

DEFENSA Y JUSTICIA: Gabriel Arias; Hugo Silva, Bareiro e Alexander Barboza; Rivero, Jonás Gutiérrez, Leonel Miranda, Castellani (Elizari, aos 17'/2ºT) e Delgado; Bouzat (Kaprof, aos 33'/2ºT) e Stefanelli (Andrés Ríos, no intervalo). Técnico: Sebastián Beccacece.

SÃO PAULO: Denis; Lucão, Breno (Shaylon, no intervalo) (Wellington, aos 33'/2ºT) e Rodrigo Caio; Araruna, Jucilei, João Schmidt, Wellington Nem e Buffarini; Chavez (Júnior Tavares, aos 23'/2ºT) e Pratto. Técnico: Rogério Ceni.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply