#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » 15 anos e contando: São Paulo vence Palmeiras no Morumbi

O São Paulo, no Estádio Morumbi, na noite deste sábado, com torcida única, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, venceu o Palmeiras, por 2 a 0 e ampliou um tabu que persiste. O Palmeiras não ganha do São Paulo no Morumbi desde o dia 20 de março de 2002, data do triunfo por 4 a 2 pelo Torneio Rio-São Paulo, dia aliás de um gol antológico de Alex. Desde então, foram nove empates e 15 vitórias do time da casa, a última alcançada com gols de Lucas Pratto e Luiz Araújo. Jean ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti. O São Paulo chega aos seis pontos, o dobro do Palmeiras. Os dois clubes voltam a campo às 16 horas de domingo. No Palestra Itália, o time alviverde pega o Atlético-MG. Já o São Paulo enfrenta a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. Na noite de quarta, pela Copa do Brasil, os comandados de Cuca visitam o Internacional.
Rogério Ceni surpreendeu Cuca ao alinhar a equipe com uma linha de três defensores, com Lucão, Maicon e Rodrigo Caio. O técnico Cuca, por sua vez, de última hora recuou o volante Felipe Melo ao lado de Yerry Mina e Juninho. O Palmeiras levou perigo ao gol defendido por Renan logo no início do clássico. Posicionado na lateral direita, o estreante Mayke cruzou para Willian, que ajeitou para Jean. O ex-são-paulino, escalado no meio de campo, finalizou à direita da meta tricolor. O veloz Luiz Araújo deu trabalho a Mina do lado esquerdo do ataque tricolor. Após levar a melhor sobre o colombiano, o atacante cruzou na tentativa de encontrar Lucas Pratto, mas Juninho conseguiu cortar e quase bateu contra o próprio gol. Era um primeiro tempo estudado, um jogo de xadrez em que as peças se movimentavam com pouca agressividade.
A volta para o segundo tempo apresentou um Palmeiras que continuava desejando que o tempo passar logo, sem pressa de atacar e com 60℅ de posse bola em um Guerra de lentos passes. O São Paulo, que apostava na velocidade do contra-ataque conseguiu inaugurar o marcador aos 17 minutos. Em uma jogada pela direita, Marcinho tocou nas costas de Michel Bastos, o mais vaiado pela torcida tricolor, e encontrou Lucas Pratto. Sem ângulo, o argentino bateu entre o goleiro Fernando Prass e a trave para marcar. Há quem diga que o arqueiro falhou. Imediatamente após de sofrer o gol, o técnico Cuca tirou o meia Guerra e promoveu a entrada de Keno. Pouco depois de entrar, o atacante recebeu na esquerda e tocou para Jean, que foi derrubado por Jucilei dentro da área. Na cobrança do pênalti, o ex-são-paulino mandou para fora. Longe ao tentar tirar de Renan. Enquanto Cuca ainda quis assombrar o Morumbi com a entrada do carrasco tricolor na Libertadores de 2016, mas Miguel Borja, a exemplo de Roger Guedes, não marcou nenhum gol ao visitante. O São Paulo, por sua vez, garantiu a vitória aos 38 minutos do segundo tempo. Lucas Pratto carregou pelo meio e passou na frente para Luiz Araújo. O atacante bateu firme e a bola passou por baixo do goleiro Fernando Prass. Todos, inclusive o arqueiro admitiram que a bola era defensável. A festa pós jogo deixou os questionamentos sobre o elenco do Palmeiras, que sofreu a segunda derrota seguida no BR17 e abriu um leque de agradecimentos do elenco Tricolor aos mais de 33 mil torcedores presentes e de Rogério Ceni aos jogadores que segundo ele "fizeram tudo e um pouco mais do que foi treinado durante a semana" e até mesmo a coletiva de imprensa rendeu um elogio de Ceni a Cuca, o primeiro treinador que ele enfrentou após ir ao banco de reservas do Morumbi: "Ele é um grande montador de times."

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 PALMEIRAS

Local: estádio do Morumbi, São Paulo
Data: 27 de maio de 2017, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior, ambos do RS
Renda: R$ 850.581,00
Público: 33.288 pagantes
Cartões amarelos: Rodrigo Caio e Thomaz (São Paulo); Mina (Palmeiras
Gols:
SÃO PAULO: Lucas Pratto, aos 17 min do 2ºT, e Luiz Araújo, aos 37 min do 2ºT

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Lucão, Rodrigo Caio e Maicon; Marcinho, Jucilei, Cícero e Júnior Tavares; Cueva (Thomaz), Lucas Pratto (Militão) e Luiz Araújo (Chávez)
Técnico: Rogério Ceni

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mina, Felipe Melo (Borja) e Juninho; Mayke; Tchê Tchê, Jean, Guerra (Keno) e Michel Bastos; Dudu e Willian (Róger Guedes)
Técnico: Cuca

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply