#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Corinthians é a primeira força paulista pela vigésima oitava vez

O Corinthians empatou por 1 a 1 com a Ponte Preta, adversária que havia derrotado por 3 a 0 na semana passada, e sagrou-se campeão paulista em sua centésima partida em Itaquer com gols foram do atacante paraguaio Ángel Romero e do zagueiro Marllon. Com mais uma conquista, o clube do Parque São Jorge passou a contabilizar 28, bem à frente de Palmeiras (22), Santos (22) e São Paulo (21). De quebra, arrecadou os R$ 5 milhões do prêmio oferecido pela Federação Paulista de Futebol (FPF) - a Ponte receberá R$ 1,650 milhão pelo vice-campeonato -, importantes em época de crise financeira. O Corinthians ainda nesta semana irá a Santiago para enfrentar a Universidad de Chile na quarta-feira, pela Copa Sul-Americana - ganhou o jogo de ida por 2 a 0. E, no sábado, atuará contra a Chapecoense outra vez em Itaquera, pela rodada inaugural do Campeonato Brasileiro. A Ponte Preta, nk próximo domingo, o time de Campinas buscará a reabilitação emocional contra o Sport, no Moisés Lucarelli, pelo Brasileiro.
A primeira jogada da partida foi uma reclamação de pênalti de Paulo Roberto sobre Clayson após cobrança de falta, aos quatro minutos. O árbitro Leandro Brizzio Marinho já havia assinalado impedimento na jogada. Aos 29 minutos, Jadson teve a ajuda da própria defesa da Ponte, para aproximar o Corinthians do gol. Aranha e Kadu saíram jogando mal, e o meia aproveitou para alçar a bola na área. Romero escorou de cabeça para Maycon, que chutou na trave. Na sobra, Jô carimbou a marcação. Aos 40, surgiu outra grande chance para abrir o placar. Jô avançou bem pela intermediária, abriu a bola para Fagner e correu para a área para receber o cruzamento. Finalizou torto.
A aposta da Ponte-Preta para a segunda etapa foi a entrada de Ravanelli na vaga de Jadson. Aos 17 minutos, após Yuri substituir Lucca, foram para os ares também as esperanças da Ponte. Jadson fez belo passe da direita para Romero, que apareceu sem marcação no meio da área. O paraguaio bateu em cima de Aranha, pegou o rebote e concluiu de novo para anotar o seu 18º gol em Itaquera, um recorde. Na iminência do vice-campeonato, Kleina gastou a sua última ficha com a entrada de Lins no lugar de Clayson. Carille, por sua vez, havia trocado Camacho por Clayton. Aos 35 minutos, Ravanelli ajustou a pontaria em outra tentativa de fora da área. Acertou a trave. Aos 40 minutos, logo após Jadson ceder espaço ao novato Pedrinho, Ravanelli cobrou falta da direita, e Marllon teve liberdade para finalizar de primeira e igualar o marcador. Ele correu para recolocar a bola em jogo, mas com a consciência de que anotar outros três gols era bem improvável. Aos 45 minutos, Leandro Brizzio Marinho, apitou na Itaquera do Corinthians para consagrar a primeira força do Estado de São Paulo.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 1 PONTE PRETA

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 7 de maio de 2017, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Leandro Brizzio Marinho (SP)

Assistentes: Tatiane Sacilotti (SP) e Miguel Cataneo (SP)

Público: 46.017 pagantes (total de 46.462)

Renda: R$ 2.792.212,60

Cartões amarelos: Pablo e Romero (Corinthians); Nino Paraíba, Élton e Clayson (Ponte Preta)

Gols: CORINTHIANS: Romero, aos 17 minutos do segundo tempo; PONTE PRETA: Marllon, aos 40 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Paulo Roberto, Jadson (Pedrinho), Camacho (Clayton), Maycon e Romero (Léo Jabá); Jô

Técnico: Fábio Carille

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Kadu e Artur; Fernando Bob, Élton e Jadson (Ravanelli); William Pottker, Clayson (Lins) e Lucca (Yuri)

Técnico: Gilson Kleina

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply