#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » » Máquina do Tempo: As vitórias de Senna em Mônaco

Neste domingo 28 de maio acontece mais um Grande Prêmio de Mônaco no circo da Fórmula 1. No mais charmoso palco da Fórmula 1, o tricampeão Ayrton Senna subiu seis vezes no lugar mais alto do pódio, se tornou o maior vencedor do circuito e ganhou a alcunha de Rei. Dos dez GPs que disputou nas ruas de Monte Carlo, o tricampeão só não foi ao pódio em dois. Ao todo, ele conquistou cinco pole positions e seis vitórias em suas passagens pelo Principado. Foi lá também que alcançou o primeiro pódio de sua carreira na Fórmula 1.
Competindo pela modesta Toleman em 1984, seu ano de estreia na principal categoria do automobilismo mundial, o piloto assumiu pela primeira vez em Monte Carlo o papel de protagonista na F1, e poderia ter chegado à vitória não fosse uma polêmica interrupção da prova. Na ocasião, o brasileiro havia largado apenas na 13ª colocação, mas, debaixo de muita chuva, fez uma prova brilhante e alcançou o líder, Alain Prost. Ameaçado, o francês pediu que a prova fosse encerrada. Senna chegou a ultrapassá-lo e assumir a primeira colocação na volta em que foi dada a bandeira vermelha. Assim, Prost, que havia completado o giro anterior na frente, ficou com a polêmica vitória. Já o brasileiro ficou com um “amargo” segundo lugar, mas subiu ao pódio pela primeira vez. Foi o primeiro capítulo de uma das maiores rivalidades da história da F1.
No ano seguinte, mais emoção para Senna, que largou da pole position com sua Lotus, mas não conseguiu completar a prova. Entretanto, a pista monegasca ainda lhe proporcionaria muitas alegrias. A primeira e inesquecível vitória veio em 1987, quando o brasileiro cruzou a linha de chegada mais de 30 segundos à frente do segundo colocado, Nelson Piquet, que ficaria com o título daquela temporada. Sobrou para a Família Real de Mônaco, que levou um banho de champanhe no pódio.
Já o GP de 1988 ficou marcado como uma das piores decepções de Senna. Depois de conquistar a pole position e dominar mais da metade da prova, ele perdeu o controle do carro e bateu sozinho. O piloto ficou tão revoltado com seu erro que deixou o circuito e decidiu ir a pé para sua casa no Principado, só dando notícias para sua equipe, a McLaren, no dia seguinte.
Daquele dia em diante, Senna só venceu no Principado. Foram cinco triunfos consecutivos, de 1989 a 1993, que tiraram o recorde de Graham Hill e o coroaram como novo “Rei de Mônaco”. Dentre os feitos, a emocionante vitória em 1992, quando teve que se defender nas últimas voltas dos ataques da Williams de Nigel Mansell, carro muito superior ao seu e que tinha vencido todas as corridas anteriores daquela temporada.
Um ano após sua última vitória em Mônaco, Senna voltou a ser lembrado nas ruas do Principado, mas dessa vez por uma razão triste. A corrida de 1994 em Monte Carlo foi a primeira após o acidente fatal de Senna em Ímola. Em homenagem, a FIA decidiu deixar a pole position vazia, e, no lugar do carro, foi pintada a bandeira do Brasil. Mesmo após a morte de seu “Rei”, Mônaco não deixou que ele fosse esquecido. Para este ano de 2017, Ayrton Senna receberá uma série de homenagens, por conta do aniversário de 30 anos de sua primeira vitória no GP de Monaco, uma das provas mais tradicionais e importantes do calendário da Fórmula 1. Na última quarta-feira, 24, o príncipe Albert II inaugurou uma estátua do corredor na curva Fairmont, local onde fica o hotel com o mesmo nome, e que já recebeu uma suíte personalizada com o nome de Ayrton. Além da estátua e da suíte personalizada, o tricampeão mundial da F1 receberá outras homenagens. Haverá uma exposição com itens especiais usados pelo piloto durante a carreira, no Yatch Club de Monaco e no Paddock Club. O pintor Armin Flossdorf fará seis pinturas ao vivo, remetendo às seis vitórias de Senna na prova. Também foram exibidas para a imprensa uma coleção especial com roupas, acessórios e itens colecionáveis da Ayrton Senna Shop, e também a primeira versão da moeda de euro comemorativa com o rosto de Ayrton. Outra homenagem será a transmissão de vídeos sobre o corredor nos telões de Monaco.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply