#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » Saída de Breno, chegada de Militão e coletiva de Thomaz

O zagueiro Breno pode deixar o elenco do São Paulo nesta temporada. Pouco aproveitado pelo técnico Rogério Ceni, o jogador comunicou à diretoria seu desejo de ser emprestado para um clube no qual ele tenha mais oportunidades. O São Paulo concorda e estudará propostas pelo zagueiro. A comissão técnica também entende que um outro clube poderia fazer bem ao jogador. Breno tem contrato com o São Paulo até o fim do ano. A tendência é que seja feito um novo vínculo, com pelo menos mais um ano de duração, caso ele seja mesmo emprestado. Assim, o clube poderia receber o jogador de volta ao término do período. Duas saídas já são certas até junho. O volante João Schmidt, cujo contrato vence dia 30 de junho, seguirá para a Atalanta (ITA). O atacante Chavez, emprestado pelo Boca Juniors (ARG), retornará ao clube argentino também após o dia 30.
Éder Militão agora é, definitivamente, jogador da equipe profissional do São Paulo. Essa foi a primeira mudança no elenco depois das eliminações no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil. Um misto de prevenção pela iminente saída de João Schmidt e admiração pelo futebol do garoto. Antes mesmo de ser contratado para comandar a equipe, Rogério Ceni passou semanas no CT de Cotia e observou as equipes mais jovens, como parte de seus estudos. Desde então, Militão o impressionou. Zagueiro e volante na base, ele deverá ser efetivado no meio-campo. 
Entrevistado do dia nesta quarta-feira (3), durante a coletiva de imprensa no Centro de Treinamento da Barra Funda, abrimos aspas para Thomaz:
"Comecei aqui, tive a formação da categoria de base, e agora poder voltar para esse grande clube e esse grande elenco, um dos melhores do Campeonato Brasileiro, é especial. Foi aqui que iniciei a minha trajetória no futebol e coloquei na cabeça que gostaria de ser jogador. Minha formação foi no São Paulo, então quero retribuir isso com vitórias na sequência da temporada. Minha trajetória aqui começou no futsal do clube e depois segui para o campo. Dos nove aos 11 anos de idade, disputei as competições internas do futebol social. Então fiz os testes na base e fui aprovado aos 12 anos. Fiquei no São Paulo até os 16 anos, e depois passei por outras equipes antes de seguir para a Europa. Com o elenco que nós temos e a grandeza do São Paulo, temos que entrar na Libertadores ano que vem e buscar título. Temos duas competições para isso e estamos em um bom caminho. Claro que todo jogador prefere atuar do que jogar, mas estamos passando por esse período e temos que aproveitar o máximo para chegar melhor preparado para o próximo jogo. Claro que queríamos estar na final do Paulistão e ter seguido na Copa do Brasil, mas já que não aconteceu temos que aproveitar a parte física e a parte tática para melhorar para os próximos jogos durante a intertemporada. Um ponto muito positivo da nossa equipe até aqui foi a posse de bola, também com um maior número de finalizações, mas tem que encontrar o equilíbrio com esses números e não sofrer os gols que sofremos nos últimos jogos."

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply