#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » "Pé de Ángel": Romero garante vitória do líder Corinthians

Ángel Romero, diante do São Paulo, abriu o placar, participou do segundo gol, de Gabriel, e ainda deu o passe para Jô sofrer o pênalti no terceiro, convertido por Jadson. Os tricolores ainda diminuíram com Gilberto e Wellington Nem, mas o triunfo foi mesmo do Timão: 3 a 2 dentro de Itaquera. Com o resultado, os corintianos chegam a 16 pontos conquistados, mantêm a invencibilidade no Campeonato Brasileiro e a liderança da competição, não podendo ser alcançados pelo Grêmio neste final de semana. Os tricolores, por sua vez, permanecem com nove pontos conquistados, sem conseguir conquistar nem um deles sequer quando sai do estádio do Morumbi. Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente a equipe do Cruzeiro, novamente em Itaquera, na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília). Do outro lado, o Tricolor visita o time do Sport, também na quarta, na Ilha do Retiro, às 19h30.
Romero estava inspirado. No primeiro lance, o paraguaio pedalou para cima da marcação e arrancou suspiros dos presentes. Na sequência, deu “casquinha” em cruzamento e deixou Jô em condição de finalizar, mas o centroavante perdeu. Aos sete minutos, Marquinhos Gabriel recebeu pelo lado direito e esperou a movimentação do camisa 11, que entrou sem marcação no buraco existente entre Marcinho e Lucão. Com calma, Romero dominou, driblou Renan Ribeiro e tocou para o gol vazio. Marquinhos Gabriel não conseguiu finalizar nas vezes em que entrou na área. Aos 17 minutos, em falta na intermediária, Júnior Tavares levantou a bola na área e achou Gilberto livre de marcação. O centroavante tocou de cabeça e tirou de Cássio, empatando o placar, com direito a muita reclamação da defesa, pedindo impedimento. Para o segundo gol do Corinthians, a defesa são-paulina entregou novamente. Maicon errou na saída de bola, Jô interceptou e recebeu passe de Romero. O centroavante correu meio campo, invadiu a área e chutou cruzado. Renan espalmou. Lucão bisonhamente não conseguiu afastar e Gabriel estufou a rede, sem goleiro.
Ceni mudou a equipe para para o segundo tempo com Bruno no lugar de Lucão, na tentativa de acertar a marcação pelos lados do campo e abrir mão da linha de três zagueiros. Romero teve mais espaço, e foi mais uma vez efetivo quando o time tomava sustos na defesa. Em linda troca de passes, recebeu na frente da área e tocou para Jô. O centroavante devolveu para ele e recebeu na frente. Dentro da área, o camisa 7 chegou antes de Douglas e foi derrubado. Pênalti marcado prontamente pelo árbitro e convertido por Jadson, com direito a toque no travessão antes de ir para a rede. Com a entrada de Thomaz no lugar de Gilberto e de Wellington Nem para a saída de Cícero, o São Paulo voltou a pressionar e o Corinthians mostrou não saber administrar o resultado. Rifando bolas na defesa após ser pressionado, o Timão não soube aproveitar o contra-ataque à disposição e viu uma bola viva na área com Marcinho e Junior Tavares terminar nos pés de Wellington Nem, aos 39. O atacante colocou a menina no fundo das redes para criar emoção até os 49 minutos de partida, quando o São Paulo buscou o empate, mas não teve sucesso. O nome de Lugano foi lembrado, com o Uruguaio vendo do banco de reservas jogadores muito mais limitados do que ele retratarem o quanto a vontade não é suficiente, quando não existe qualidade.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 2 SÃO PAULO

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 11 de junho de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Público: 42.443 pagantes
Renda: R$ 2.386.356,40
Cartões amarelos: Guilherme Arana (Corinthians); Cícero (São Paulo)
Gols:
CORINTHIANS: Romero, aos sete, Gabriel, aos 41 minutos do primeiro tempo, e Jadson, de pênalti, aos 18 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Gilberto, aos 17 minutos do primeiro, e Wellington Nem, aos 39 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Paulo Roberto, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Romero (Clayton); Jô
Técnico: Fábio Carille

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Lucão (Bruno), Maicon e Douglas; Marcinho, Éder Militão, Jucilei, Cícero (Wellington Nem) e Júnior Tavares; Gilberto (Thomaz) e Lucas Pratto
Técnico: Rogério Ceni

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply