#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Palmeiras derrotado: O segundo tempo foi todo do Barcelona, até o último minuto

O Palmeiras terminou a primeira partida das oitavas de finais da Libertadores com um derrota para o Barcelona de Guayaquil, por 1 a 0, no Equador, pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores. O jogo de tempos opostos para a torcida verde soou aos ouvidos tão forte quanto a acústica do Estádio Monumental Isidro, que ultrapassava a normalidade de um campo de construção nada atual, se  comparada as novas arenas que se espalharam pelo futebol mundial. Balançaram as arquibancadas, assim como é instável a permanência do Palmeiras na luta pelo título das três competições que ainda disputa na temporada. Um campeonato brasileiro com distância razoável para o líder e rival Corinthians, uma Copa do Brasil onde sofreu três gols em casa na partida de ida e agora a derrota que obrigatoriamente terá que ser revertida na Libertadores com vitória no Allianz Parque.
O Palmeiras fez um primeiro tempo bastante seguro. Com Tchê Tchê e Juninho nas laterais e Bruno Henrique combatendo ao lado de Thiago Santos no meio, não permitiu que o Barcelona criasse pelos lados ou por dentro. Por sua vez, Máximo Banguera, precisou trabalhar aos 20 minutos para evitar gol de Willian após uma arrancada e um passe de Dudu, mas o bigode chutou muito cruzado. Escanteio assinalado apenas. 
No segundo tempo, aos dois minutos, Fernando Prass já estava se agigantando diante de Arreaga para evitar o gol dos equatorianos, que passaram a fazer suas jogadas de linha de fundo com frequência. Álvez passou a pedir pênalti em qualquer jogada na área, fazendo com que a torcida e seus companheiros pressionassem a arbitragem. Cuca foi redesenhando sua equipe com alterações e tentando esfriar o ímpeto rival aos poucos. Zé Roberto, Dudu e Borja saíram para as respectivas entradas de Róger Guedes, Michel Bastos e Keno. Os três, nesta ordem, formaram uma linha de armadores. Willian, então centralizado, fez Banguera trabalhar de novo em um chute da entrada da área, mas o objetivo do Verdão na reta final do jogo era, antes de tudo, fazer com que o Barcelona ficasse o mais longe possível do gol. Aos 46 minutos do segundo tempo, um chute fraco de Álvez desviou no meio do caminho em Bruno Henrique e Thiago Santos, enganando Fernando Prass, que apenas olhou o tolo e caro erro palmeirense. Em nove de agosto os noventa minutos finais contarão o que o elenco milionário do Palmeiras alcançará nessa temporada.

FICHA TÉCNICA

BARCELONA (EQU) 1 X 0 PALMEIRAS 
Local: Monumental Isidro Romero Carbo, Guayaquil (EQU) 
Data-Hora: 5/7/2017 - 21h45 
Árbitro: Patricio Loustau (ARG) 
Auxiliares: Diego Bonfa (ARG) e Gustavo Rossi (ARG) 
Público/renda: Não disponíveis 
Cartões amarelos: Damián Díaz, Lanza, Pineida e Tito Valencia (BAR), Tchê Tchê, Juninho e Zé Roberto (PAL) 
Cartões vermelhos: - 
Gols: Jonatan Álvez (46'/2ºT) (1-0) 

BARCELONA (EQU): Banguera; Pedro Velasco, Aimar, Arreaga e Pineida (Tito Valencia, aos 21'/1ºT); Minda (Segundo Castillo, aos 27'/2ºT), Matías Oyola e Damián Díaz; Esterilla, José Ayoví (Vera, aos 20'/2ºT) e Jonatan Álvez. Técnico: Guillermo Almada. 

PALMEIRAS: Fernando Prass; Tchê Tchê, Mina, Luan e Juninho; Thiago Santos, Bruno Henrique e Zé Roberto (Róger Guedes, aos 18'/2ºT) ; Willian, Dudu (Michel Bastos, aos 26'/2ºT) e Borja (Keno, aos 33'/2ºT). Técnico: Cuca.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply