#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Palmeiras vence o Choque-Rei, de virada, com dois gols de Willian

O Palmeiras triunfou sobre um rival regional pela primeira vez neste Brasileirão. Após sair atrás no placar com Marcos Guilherme, Willian anotou dois gols e virou o jogo, mas Hernanes igualou novamente o marcador no primeiro tempo. Na etapa final, Keno colocou o Alviverde na frente novamente e Hyoran definiu a vitória por 4 a 2. Depois de três rodadas, o Palmeiras voltou a vencer e, de quebra, ainda manteve o tabu de não perder para o rival do Morumbi no Allianz Parque. Já o Tricolor terá de amargar mais uma rodada na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.
Cuca resolveu inovar no clássico e mandou o time a campo no 4-4-2, com Bruno Henrique e Tchê Tchê dando suporte à zaga e Willian com mais liberdade para encostar em Deyverson. Pelo lado tricolor, nenhuma novidade. Dorival voltou a apostar no 4-1-4-1 e com uma postura de cadência e disciplina tática. Cueva, aberto pela esquerda, não dava o suporte necessário a Edimar. O Palmeiras, então, investiu por ali e colocou o São Paulo em apuros pelo menos três vezes. Bruno Henrique, de 1,80m, perdeu no alto para Cueva, que mede 1,69m. Lucas Pratto recebeu e colocou Marcos Guilherme na cara de Fernando Prass. O meia tricolor deixou Michel Bastos para trás e abriu o placar.
Cueva e Marcos Guilherme trocaram de lado para acabar com o ataque palmeirense em cima de Edimar. Aos 21 minutos, Lucas Pratto deu um susto daqueles em todos que acompanhavam o clássico. Em um lance rotineiro, o argentino apareceu na defesa para ajudar na marcação, mas acabou levando uma joelhada do companheiro Hernanes. O argentino ficou desacordado e, desesperados, os jogadores suplicaram pela ambulância. Em cerca de seis minutos, Pratto já estava a caminho do hospital, consciente, para uma tranquilidade maior de todos. Assim que a bola voltou a rolar, o São Paulo teve uma grande oportunidade de ampliar a vantagem de novo com Marcos Guilherme, que acertou o travessão. Michel Bastos, aos 35, cruzou para a área. Edimar falhou e Willian não perdoou. Bastou para o Verdão acordar. Três minutos depois, em nova jogada de Willian, dessa vez toda ela individual, o Palmeiras virou em grande estilo. O atacante palmeirense acertou o ângulo de Sidão em finalização de fora da área. Nos acréscimos da primeira etapa, Buffarini alçou bola na área, Jean fez a vez de Edimar e falhou. Hernanes dominou e estufou as redes, levando o clássico para o intervalo com o 2 a 2 no placar.
No segundo tempo, Dorival resolveu sacar Cueva para colocar o jovem Lucas Fernandes. Cuca respondeu com Keno na vaga de Bruno Henrique. Sidão assustou os são-paulino ao furar bisonhamente uma bola recuada, mas se redimiu ao evitar o gol de Deyverson com uma defesa espetacular. Rodrigo Caio acabou sendo o vilão. O zagueiro ficou livre, dentro da pequena área e também furou de forma incrível. De joelhos, desacreditado, o defensor chegou a olhar para o bandeira, que deu condição legal no lance. Cuca ainda colocou Hyoran no lugar de Guerra. O São Paulo pagou caro por um erro de escolha de Marcos Guilherme, que carregou a bola com duas opções de passe contra apenas dois defensores palmeirenses. O meia acabou nem finalizando nem tocando a bola. Em resposta, o Verdão acionou Deyverson na esquerda. O centroavante viu Keno livre na meia-lua, serviu. Sem dominar, chutou para o gol, sem chance para Sidão. Pronto para colocar Roger Guedes em campo, Cuca imediatamente mudou sua alteração. Thiago Santos entrou no lugar de Deyverson. Dorival apostou em Denilson na vaga de Marcos Guilherme. O fim do Choque-Rei foi definido, nos acréscimos, quando Tchê Tchê lançou Willian nas costas da zaga tricolor. O atacante só teve o trabalho de cruzar para Hyoran, que livre, mandou para o fundo do gol e transformou a vitória em goleada.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 2 SÃO PAULO

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 27 de agosto de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC-Fifa)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse (ambos de SP-Fifa)
Cartões amarelos: SÃO PAULO: Edimar, Arboleda
Público: 33.537 torcedores
Renda: R$ 2.195.368,53

GOLS:
PALMEIRAS: Willian, aos 35 e 38 minutos do 1T. Keno, aos 33, e Hyoran, aos 45 minutos do 2T.
SÃO PAULO: Marcos Guilherme, aos 12, e Hernanes, aos 51 minutos do 1T.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Luan e Michel Bastos; Tchê Tchê, Bruno Henrique (Keno), Moisés e Guerra (Hyoran); Willian e Deyverson (Thiago Santos)
Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Sidão; Buffarini, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros; Marcos Guilherme (Denilson), Jucilei, Hernanes e Cueva (Lucas Fernandes); Lucas Pratto (Gilberto)
Técnico: Dorival Júnior

Foto: Sergio Barzaghi

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply