#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » Almanaque do JEC: Orlando Duarte

Orlando Duarte Figueiredo, nascido no dia 18 de fevereiro de 1932, em Rancharia (SP), é um dos mais completos cronistas esportivos do Brasil. Hoje, ele é colunista de dezenas de jornais brasileiros que publicam sua coluna "O Informal" e apresenta o programa "Câmara Esporte Clube", na TV Câmara-SP. Além disso, Orlando Duarte é sempre convidado para dar palestras em universidades e eventos esportivos. O consagrado cronista sempre é requisitado para falar de sua experiência em Jogos Pan-Americanos.
Ele cobriu oito Olimpíadas e todas as Copas do Mundo a partir de 1950. Escreveu 32 livros sobre esportes, conhece 50% do mundo, preencheu 17 passaportes. Vestiu as camisas das rádios Bandeirantes (duas vezes), Jovem Pan, Trianon e Gazeta, além das TVs Cultura (que dirigiu), Jovem Pan UHF, SBT, Globo, Band e Gazeta. Na mídia impressa, militou em A Gazeta Esportiva, A Gazeta, Mundo Esportivo, A Gazeta Esportiva Ilustrada, O Tempo, Última Hora e Diário da Noite. Orlando Duarte, dois casamentos, tem seis filhos e seis netos.
No dia 4 de julho de 2017, após cirurgia no quadril, Orlando Duarte escreveu a seus amigos, através de seu perfil no Facebook, sobre o seu estado de saúde:
“Amigos!
Venho aqui depois muito tempo, para dizer que estou atento na medida do possível, para sempre estar ligado no esporte, que é a razão e a dedicação da minha vida. No entanto, em cima dos meus 85 anos de idade, me sinto evidentemente, mais cansado, mais exigente e ao mesmo tempo, mais descontraído. A idade me deixa sensível às coisas que acontecem no nosso país, como esse caso da mulher que estava grávida e foi atingida por uma bala no Rio de Janeiro, causando um mal terrível ao neném, a ela e a nossa sociedade.
Observo um mundo extremamente desumano, interesseiro e violento. Me faz um mal danado esses ataques sem sentido, - terroristas, que matam apenas por matar, por fanatismo. Apesar disso tudo, evidentemente tenho amor a vida, aos meus e tenho paixão pelas crianças, que enfeitam e alegram nosso mundo, sem dúvida. Estou neste momento me recuperando de uma cirurgia de quadril. Não é nada fácil. Preciso aprender a andar novamente. Não estou em nenhuma mídia, como costumam me perguntar. Estou apenas na vida. Na vida, com os limites que ela impõe e o sistema também. Boa tarde a todos e obrigado por estarem por aqui”.
Texto e foto: Site Terceiro Tempo

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply