#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » Cruzeiro vence nos pênaltis e é pentacampeão da Copa do Brasil

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) organizou um grande evento para a final da Copa do Brasil. A entrada dos times no gramado do Mineirão teve show de luzes e queima de fogos. O barulho foi tão intenso que ficou praticamente impossível ouvir o hino nacional brasileiro. Mas se ouviu ao final de tudo o grito de que o Cruzeiro é pentacampeão da Copa do Brasil! Depois do empate por 1 a 1 na primeira final contra o Flamengo, o time celeste recebeu os cariocas no Mineirão e conseguiu fazer o dever de casa. As equipes voltam suas atenções agora para o Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro terá o Corinthians, no domingo, também no Mineirão, em duelo pelo Campeonato Brasileiro. O Flamengo terá a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, na segunda-feira.
Os primeiros minutos mostraram que o Flamengo não se fechou completamente, tanto que os dois primeiros ataques foram do clube carioca. Pelo lado cruzeirense, logo aos 4 minutos a estratégia do técnico Mano Menezes na frente caiu com o jovem Raniel deixando o gramado de jogo com dores. Arrascaeta, a segunda opção, foi para o campo. Desta maneira, o ataque azul ficaria mais móvel e leve, mas sem homem de referência no meio dos dois gigantes zagueiros. Aos 6 minutos, Guerrero tratou de assustar os torcedores cruzeirenses. Com uma boa cobrança de falta, colocou a bola na trave do goleiro Fábio. O Cruzeiro demorou ainda para entrar no jogo. Somente aos 13 minutos que Arrascaeta chutou com perigo contra a meta de Muralha. Dois minutos depois, foi a vez de Thiago Neves, novamente com perigo. Jogando dentro de casa, o Cruzeiro era o time que ficava fechado. Sem a bola, a primeira linha era de cinco jogadores, com Henrique ajudando, além da recomposição feita por Robinho pela direita e Alisson na esquerda. O Rubro-Negro tinha sua linha alta, se arriscava. A partida ficou fria, sem grandes oportunidades para os dois lados.
A pressão na volta do intervalo foi do Cruzeiro. O time azul voltou querendo o gol para decidir logo e não precisar dos pênaltis. O técnico Mano Menezes nos vestiários sacou Robinho – que não vinha bem no jogo – e mandou Rafinha para a partida. Algo que ficou claro também após o intervalo foi o comando de Mano Menezes em chutar contra a meta de Muralha. Para isso, Henrique e Hudson se adiantaram. O Flamengo neste momento esperava o contra-ataque. Após os 10 minutos, o Flamengo voltou a controlar a partida. O Cruzeiro não tinha mais a mesma postura defensiva, porém, não se arriscava tanto. Com isso o Rubro-Negro conseguiu duas boas chances. A partida, no entanto, ainda era bastante truncada. Isso durou até os 35 minutos. Após, as equipes buscaram o resultado. Os dois lados estavam abertos, as possibilidades eram infinitas. O Cruzeiro atacou com força aos 43 minutos de jogo. No contra-ataque, Diego encontrou Guerrero no mano a mano com Léo. Ele driblou o zagueiro e na entrada da área chutou para a boa defesa do goleiro Fábio. A decisão final veio apenas pelas mãos de Fábio novamente no penalti cobrado por Diego e no acerto de Thiago Neves contra o previsível Muralha. O Brasil está pintado de azul e branco.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 (5) X (3) 0 FLAMENGO

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 27 de setembro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Cartões amarelos: Ezequiel, Hudson (Cruzeiro); Pará, Guerrero (Flamengo)
Público: 61.017 torecedores
Renda: R$ 7.897.000,00

Penalidades: CRUZEIRO: Henrique – Gol. Léo – Gol. Hudson – Gol. Diogo Barbosa – Gol. Thiago Neves – Gol; FLAMENGO: Guerrero – gol. Juan – gol. Diego – Perdeu. Trauco – Gol

CRUZEIRO: Fábio, Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Robinho (Rafinha), Thiago Neves e Alisson (Élber); Raniel (Arrascaeta)
Técnico: Mano Menezes

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Juan e Miguel Trauco; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Diego e Everton (Lucas Paquetá); Orlando Berrío (Rodinei) e Paolo Guerrero
Técnico: Reinaldo Rueda

Foto: Cruzeiro FC

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply