#futebolrc

    ...
... ... ... ... ...

Notícias

Rádios
Rádios
Rádios
Rádios
» » » » » 26 anos do Tri Campeonato Mundial de Ayrton Senna

Pole Position: Foi em um saudoso dia 20 de outubro de 1991, que o ídolo Ayrton Senna tornava realidade o sonho do tricampeonato mundial de Fórmula 1 ao terminar na segunda colocação o GP de Suzuka. O circuito japonês por sinal, foi palco de todos os títulos do piloto em 1988, 1990 e 1991. Para levar o tri, Senna precisava evitar a vitória do inglês Nigel Mansell. Com o jogo de equipe estratégico da McLaren, ele deixou seu companheiro de escuderia, Berger, na frente. Na segunda posição, segurou Mansell, que estava em terceiro. Sob pressão, o inglês perdeu o controle do carro, tentou ultrapassar Senna e foi para a brita. Melhor para o brasileiro que comemorou o seu terceiro título mundial e consagrava o ano de 1991 como o melhor da sua carreira.
A vitória concedida a Berger, como o narrador Galvão Bueno afirmou, conta que ali: "Senna mostra como é feito um grande ídolo e um grande esportista." E foram oito poles, sete GPs ganhos e 96 pontos em 16 corridas. Entre as corridas que venceu, está o GP do Brasil, em Interlagos, que Senna conquistou após oito tentativas. Com o título no Japão, o piloto entrou para o seleto time dos tricampeões do mundo. Até então, o feito só havia sido alcançado por Jack Brabham (aos 40 anos), Jackie Stewart (34), Niki Lauda (35), Nelson Piquet (35) e Alain Prost (34). Todos chegaram ao título com mais de 31 anos, idade de Senna ao tornar-se campeão.
Os anos se passaram e o Brasil não chegou a mais nenhum título mundial nestas duas décadas e meia. Rubens Barrichello chegou e se estagnou na Ferrari como um sempre vice campeão de um Heptacampeão Mundial como Michael Schumacher e quando teve reais chances em outra equipe parou em Jenson Button. Felipe Massa ainda lamenta o motor quebrado na Hungria a três voltas do fim, e com todos os brasileiros ainda esbraveja: "Maldito Glock"!

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply